Nadadeiras

Por José Henrique Garcia
As barbatanas ou nadadeiras são estruturas externas que muitos animais aquáticos possuem para auxiliar na natação e equilíbrio. O termo mais correto utilizado é nadadeira, podendo um peixe por exemplo apresentar, um par de nadadeiras peitorais, um par de nadadeiras pélvicas, uma nadadeira anal, nadadeiras dorsais e a nadadeira caudal.

De uma forma geral as nadadeiras vão apresentar a funcionalidade de ajudar, neste caso os peixes a se manter com equilíbrio e estabilidade na água, do mesmo modo que ajuda na movimentação do organismo e até mesmo auxiliando algumas espécies a ficarem em repouso. Alguns peixes utilizam as nadadeiras peitorais que se tornaram especializadas na função de auxiliar na época reprodutiva, de forma a utiliza-las para manter um fluxo de água com os ovos e também como auxilio para a cópula.

Algumas espécies de peixes, como o peixe sapo, podem utilizar as nadadeiras para natação, porém estes por viverem próximos ao fundo, ou seja, por serem organismos bentônicos, apresentam nadadeiras peitorais diferenciadas que funcionam como ''mãos'' e quando em movimento lento, parece que eles estão caminhando.

No caso dos peixes, estes vão apresentar diferentes tipos de nadadeiras de diferentes formatos e tamanhos. No caso da nadeira caudal, podem ser visto quatro tipos bem definidos: Heterocerca, Protocerca, Dificerca e Homocerca.

O tipo de cauda heretocerca vão ser encontradas nos peixes cartilaginosos (Chondrichthyes). Já os outros dois tipos poderão ser encontradas nos peixes ósseos (Osteichthyes).

No caso dos peixes, as nadadeiras também com a evolução do organismo, sofreram algumas modificações, podendo apresentar espinhos, que vão auxiliar o peixe na defesa contra predadores e alguns peixes podendo ter estar estruturas modificadas para auxiliar na predação de outros peixes, como é o caso do peixe sapo que apresenta um raio de uma nadadeira modificada na forma de Isca, que faz com que presas pensem que esta é um alimento e quando próximo do predador, este se alimenta da presa. Também podem funcionar como órgãos sensoriais.

Peixe que possui estrutura modificada do primeiro arco da nadadeira dorsal, que funciona como isca para atrair presas.

Outros tipos de nadadeiras que podemos observar são:

Nadadeira arredondada, truncada, marginada, semilua, furcada, pontuda, rômbica e de forma em S.

Os mamíferos marinhos como as baleias, golfinhos, botos, leões marinhos, focas, também vão apresentar nadadeiras, podendo ser peitorais, dorsais, e caudais.

Nadadeira caudal de uma baleia jubarte.

Possuem funções de ajudar na hidrodinâmica para natação e equilíbrio, auxiliando nos movimentos dos animais.

No caso dos cetáceos (golfinhos e baleias) as nadadeiras são muito importantes para auxiliar nos estudo de foto-identificação. Isto se deve ao fato de que por ter que virem à superfície para respirar e por apresentarem cicatrizes naturais nelas, são alvo fáceis para se retirar as fotos das nadadeiras, o que posteriormente irá ajudar os pesquisadores a identificar os animais individualmente, podendo ser úteis para estimativa de abundância da população.

Figura mostrando as diferente denominações externas de marcações realizadas em uma nadeira dorsal.

Diferentes formas da nadeira caudal de uma baleia, mostrando que pode ser diferentes e ser utilizadas na foto-identificação.

Além das adaptações físicas, os processos fisiológicos também cumprem importante função na termorregulação. As baleias em geral podem regular seu metabolismo de forma a gerar mais ou menos calor corporal. O ritmo metabólico tende a ser maior, gerando mais calor, durante a permanência em regiões de temperatura do mar muito baixa, como nas áreas de alimentação (árticos), ou quando a camada de gordura se encontra muito reduzida, ao final do período reprodutivo.

Ocorre uma vasoconstricção periférica nas extremidades do corpo, as artérias que levam o sangue quente desde o coração estão fixadas em espiral ao redor das veias que levam o sangue mais frio de volta ao coração. A troca de calor entre os dois fluxos sanguíneos evita perdas desnecessárias.