Hiato

Por Ana Paula de Araújo
Quando juntamos duas ou mais vogais em uma palavra, temos um encontro vocálico.

Os encontros vocálicos são divididos em três tipos: DITONGO, TRITONGO e HIATO.

HIATO: quando duas vogais estão juntas na mesma palavra, mas em sílabas diferentes.

Ex:

SA-Ú-DE

PA-RA-Í-BA

SO-AR

OBS: em caso de as vogais fazerem parte da mesma sílaba, trata-se de um ditongo e não de um hiato.

Vejamos os exemplos das palavras “sábia” e “sabiá”:

Sá-bia (o encontro vocálico “ia” é um ditongo, porque as duas vogais estão em sequência e fazem parte da mesma sílaba).

Sa-bi-á (o encontro vocálico “iá" é um hiato, pois embora as duas vogais estejam juntas, elas pertencem a sílabas diferentes).

OBS:

O hiato é formado por VOGAL + VOGAL.

Isso acontece pelo fato de as vogais pertencerem a sílabas diferentes, e portanto servirem como núcleos para suas respectivas sílabas. Acontece diferente com o ditongo, que pode ser formado por vogal + semivogal ou semivogal + vogal, e com o tritongo, que é formado por semivogal + vogal + semivogal.

 

Há ainda casos como o da palavra “sereia”:

Se-rei-a

- O encontro vocálico “eia” não é tritongo, pois as três vogais não pertencem a uma única sílaba.

- O encontro vocálico “ei” constitui um ditongo decrescente, pois é formado por vogal + semivogal, já que ambas pertencem a uma única sílaba.

- O encontro vocálico “ia” constitui um hiato, pois apesar de estarem adjacentes, as duas vogais pertencem a sílabas diferentes.

- A particularidade deste hiato é que ele é formado por SEMIVOGAL + VOGAL, já que o ditongo “ei” é decrescente, e o “i” é semivogal. Mesmo assim, permanece a regra de que cada sílaba precisa possuir uma vogal, e não pode ter mais de uma, sendo as demais classificadas como semivogais.