Mensagem Subliminar

A mensagem subliminar é um mecanismo de convencimento inconsciente, captado pelo nosso subconsciente, que tem uma maior capacidade de armazenamento de informações do que a consciência. Ela não é recebida diretamente pelos sentidos do homem, pois está em um patamar sensorial quase imperceptível, configurando a mínima sensação auditiva ou visual passível de ser transmitida.

Estas mensagens não devem ser confundidas com as que o homem não consegue captar de forma alguma, pois estas se encontram completamente abaixo do potencial de revelação das percepções aos sentidos humanos. Ao ser recepcionada pelo subconsciente, a mensagem subliminar age com um poder hipnótico sobre a mente, e nenhuma barreira pode detê-la. Aos poucos ela vai influindo sobre o comportamento, as ações e as decisões das pessoas que a captaram.

As mensagens subliminares apresentam duas qualidades principais, o grau de percepção e a persuasão. O primeiro se refere ao dom de receber inconscientemente impulsos frágeis o suficiente para não excitar a consciência, mas percebidos e armazenados pelo subconsciente. São imagens ou sons revelados ou ouvidos por uma fração de segundo, o que impede sua identificação definida. Este processo é atualmente provado pela Ciência. Já a persuasão não foi até hoje comprovada, embora se afirme que ela é definida como o poder de influenciar aquele que a capta, imediatamente ou ao longo do tempo.

Em 1956, em New Jersey, nos EUA, Jim Vicary, especialista em marketing, realizou uma experiência fundamental para a definição da mensagem subliminar, alegando que descobrira um novo método no campo das vendas. Ele dispôs em uma sala de cinema um projetor conhecido como taquicógrafo – uma espécie de projetor de slides que revela um único slide na velocidade de 1/3.000 de segundo. Este aparelho foi acomodado junto ao projetor do filme e repetiu, a cada cinco segundos, para simular o movimento, uma imagem justaposta à fita exibida. Assim, ao longo da exibição de ‘Picnic’, em nosso país conhecido como ‘Férias de Amor’, o taquicógrafo projetou constantemente uma imagem com a frase Drink Coke (Beba Coca-Cola, em alta velocidade, de forma a não ser captada pelo consciente. Jim concluiu que a sucessão deste mesmo slide provocava um estímulo subliminar, o qual incidia diretamente no subconsciente de cada espectador, ampliando o consumo desta bebida em 57,7%.

Alguns estudiosos comprovaram que mensagens como esta, direcionadas ao âmbito visual do lado esquerdo, portanto emitidas ao hemisfério cerebral direito, são ainda mais eficientes quando ao invés de imagens se utilizam discursos verbais. Assim, com a ajuda deste equipamento, foi provado que o cérebro exerce reação diante de imagens exibidas a uma alta velocidade – 1/3.000 de segundo -, embora tempos depois Vicary admitisse ter fraudado os resultados de sua pesquisa.

As mensagens subliminares podem ser agrupadas em duas classes – a subliminar ambiental ou mídia exterior, direcionada para a visão fóvica, criada no fulcro central da retina, que tem o poder de se concentrar nas letras imensas de um outdoor, enquanto o resto passa despercebido; e a subliminar eletrônica ou merchandising, quando a propaganda se encontra embutida na programação televisiva, como, por exemplo, a publicidade de um determinado produto ao longo do enredo de uma novela. Algumas destas mensagens podem ser bem prejudiciais, afetando o comportamento e a personalidade das pessoas. Outras podem ser úteis, como as que são direcionadas para objetivos terapêuticos e educacionais.

Fontes
http://pt.wikipedia.org/wiki/Mensagem_subliminar
http://www.musicaeadoracao.com.br

Arquivado em: Psicologia, Publicidade