Parapsicologia

A Parapsicologia é a ciência que estuda eventos de natureza psíquica que aparentemente podem parecer sobrenaturais, embora conectados à vivência do Homem. Para os estudiosos desta vertente do conhecimento, as causas destes fenômenos circundados de mistério podem ser perfeitamente naturais. No sentido etimológico, a Parapsicologia tem o sentido de ‘estudo do que está à margem do psiquismo’.

Esta ciência procura demonstrar que os universos objetivo e subjetivo não estão tão distantes um do outro, como vários cientistas e materialistas tentam nos convencer. Pelo contrário, estas esferas interagem entre si e formam um todo, eventos de um e de outro lado se entrelaçando, embora a Ciência tradicional insista em considerá-los anormais, uma vez que não consegue explicá-los por meio dos padrões convencionais. Alguns destes fenômenos são a psicocinese – poder de mover algo à distância - e os indícios que apontam para a vida depois da morte, como as experiências de quase morte e a reencarnação.

Os fatos supostamente extraordinários estudados pelos parapsicólogos perdem-se na origem dos tempos, como o próprio Homem. Babilônios, persas, etruscos, entre outros, exercitavam já a adivinhação e se comunicavam com os espíritos que já haviam partido. São raros, porém, os traços concretos que comprovem esta prática. Na Bíblia também aparecem várias referências a estes eventos, como os prodígios produzidos pelos sacerdotes do Faraó egípcio no confronto com Moisés e Aarão; os sonhos premonitórios de José, dentre outras aparentes maravilhas, como os vários milagres que palpitam aqui e ali no Antigo e no Novo Testamento.

Na Antiga Grécia, a própria literatura dá conta da existência de vários fenômenos aparentemente sem explicação. Na Odisséia, Homero retrata Ulisses buscando a orientação dos mortos e recorrendo às sugestões de uma feiticeira, Circe. Heródoto, o grande historiador, descreve como um grande sábio grego pede que consultem a sombra de sua mulher morta, por ele mesmo assassinada. É freqüente também se ouvir dos filósofos da Grécia Antiga referências ao ‘daímon’ – deuses de hierarquia inferior, expressão traduzida como ‘demônio’ – que constantemente aconselha Sócrates.

Ao longo da História, portanto, multiplicam-se os relatos sobre fenômenos misteriosos, no seio de culturas as mais distintas. Atualmente, estes fatos são estudados cientificamente pela Parapsicologia, embora suas conclusões ainda sejam insuficientes. Alguns estudiosos parecem ter alcançado um patamar além do qual pretendem seguir com o auxílio de pesquisas mais profundas, as quais talvez dependam de uma ampliação significativa dos avanços científicos conquistados até hoje.

Outros defendem que, com as conquistas já realizadas, como as noções sobre percepção e memória, já se pode elucidar uma boa parcela dos acontecimentos estudados pela Parapsicologia - influências psíquicas sobre o ambiente com o uso de percepções extra-sensoriais. Exemplos destas faculdades: telepatia, clarividência, precognição, entre outros.

Arquivado em: Ciências, Psicologia