Misturas heterogêneas

Graduação em Química (UNIB, 2008)

A definição do conceito de mistura heterogênea, tal qual ocorre às misturas homogêneas, precisa ser estabelecida sobre critérios como a solubilidade e polaridade das substâncias químicas. Há de se observar que, em determinadas misturas heterogêneas estes critérios não são de todo contemplados, e que o modelo de explicação para aquele comportamento heterogêneo deve ser calcado sobre o estado físico em que a matéria se encontra.

Que função os diversos filtros, como os de café, aspirador e condicionador de ar exercem? Quando se observa o motor de um automóvel, nota-se que há um filtro acoplado à entrada de ar do motor e que o mesmo deve ser trocado com periodicidade. Cidades chinesas têm apresentado um problema comum: a alta presença de material particulado sólido no ar. A solução encontrada é a utilização de máscaras e impedir a sua acumulação no trato respiratório.

A química das misturas heterogêneas é muito mais extensa, uma vez que a heterogeneidade dos sistemas não está somente ligada à solubilidade de determinado material em outro. É necessária a observação de critérios como o tamanho das partículas quando é caracterizado o sistema estudado.

A análise de um copo de leite, a olho nu, permite a classificação do mesmo como uma mistura homogênea. Embora esteja-nos claro que há somente uma única fase no copo de leite, sua classificação não será como mistura homogênea. Microscopicamente o leite apresenta gotículas de gordura dispersa em meio a água, o que permite dizer que o mesmo se encontra em estado coloidal e é caracterizado como emulsão. Misturas que se apresentam em estado coloidal são passíveis de separação, mas esta mesma separação se dá com aparelhos específicos como uma ultracentrífuga, como é o caso da separação das fases do sangue humano destinado à doação de plaquetas, por exemplo.

De modo geral os sistemas heterogêneos apresentam duas fases ou mais, sendo consideradas as fases na sua nomenclatura básica. Como exemplo disso, temos o óleo corporal “trifásico” que empresas cosméticas comercializam. O termo trifásico indica que aquela mistura heterogênea de componentes se separa em “três fases” quando em repouso por alguns minutos.

Podem ser caracterizados sistemas bifásicos (duas fases), trifásicos (três fases) e polifásicos nas misturas heterogêneas, sendo sistemas polifásicos aqueles que apresentarem quatro ou mais fases visíveis.

Assim como as misturas homogêneas, as heterogêneas podem ser separadas através da estipulação de critérios específicos da matéria, como a solubilidade ou o tamanho das partículas.

A utilização de filtros separa partículas sólidas do meio em que as mesmas se encontram, pois as partículas pequenas irão atravessar os poros do filtro onde as maiores serão retidas. Quando peneiramos algo o princípio é mesmo da filtração, o tamanho da partícula.

A decantação é também um critério de separação, pois em um sistema heterogêneo podem ser encontradas partículas de maior massa. No tratamento da água que consumimos, as empresas de saneamento utilizam-se deste critério ao separar partículas mais pesadas em grandes tanques de decantação. Uma vez que o material particulado aglutinado torne-se mais denso que a água, o mesmo afunda e a água percorre seu caminho em direção aos outros processos aplicados no tratamento.

A centrifugação acelera a decantação deste material particulado e é usada principalmente quando se precisa das frações da mistura de maneira rápida. Como fora citado anteriormente, o sangue humano ao sofrer ultracentrifugação separa-se em seus componentes básicos.

Leia também:

Referências bibliográficas:

LISBOA, J. C. F. Química, 1º ano: ensino médio. 1ª Ed. – São Paulo: Edições SM, 2010. (coleção Ser protagonista). p.58 – 68; p. 72 – 77.

FELTRE, R. Química Geral – 5ª Ed. – São Paulo: Moderna, 2000. p.26 – 38.

Arquivado em: Química