Iconoclastia

Por Fernando Rebouças
A iconoclastia ou iconoclasmo significa a quebra de ícones, é uma doutrina de pensamento oposta ao culto a ícones e símbolos religiosos e políticos. Toda pessoa que não venera imagens e símbolos são consideradas iconoclastas.

iconoclastiaOs iconófilos são aqueles que veneram essas imagens. A iconoclastia é favorável a comunhão e intercessão religiosa dos santos como referência ao cristianismo primitivo, mas opõe-se a comunhão feita através de imagens.

A iconoclastia visa a transformação interior presente no sufismo da religião islâmica, no hassidismo e cabala do judaísmo, o advaita ventana do hinduísmo, e o zen do budismo. Nas culturas judaico-cristã, islâmica e grega ocorreu o primeiro ciclo do iconoclasmo.

No Império Bizantino, ocorrera a proibição ao culto das imagens dos iconófilos, que eram perseguidos e tinham suas obras destruídas. O iconoclasmo tornou-se doutrina oficial durante o reinado do imperador Leão III, o que exterminou o acervo antigo do Império Romano.

O imperador Leão III havia sido influenciado pelo judaísmo e pelo islamismo. Na época, São Germano, que defendia a utilização dos ícones foi forçado a renunciar. Na época, um oros subscrito por 338 bispos condenava o uso de imagens em cultos, havendo forte protesto do povo e dos monges.

Fontes:
http://www.ecclesia.com.br/Biblioteca/iconografia/e_os_icones.html
http://pt.wikipedia.org/wiki/Iconoclastia