Misticismo

Por Antonio Gasparetto Junior
Misticismo é a busca da comunhão com uma verdade espiritual que é realizada por meio de experiências diretas ou intuitivas. A origem do termo está nos escritos de Dionísio no século V, o qual foi empregado para definir um tipo de teologia. Esta é a marca para definir um sistema religioso que possui Deus como transcendente. Assim, o Misticismo marca uma relação direta e íntima com Deus ou com a espiritualidade, resultando em uma religião em seu estado mais apurado. Por isso mesmo, o termo é empregado em crenças paralelas à religião principal, como é o caso da Kabala para o judaísmo, do Sufismo para o islamismo e do Gnosticismo para o cristianismo. Os orientais, por sua vez, acham o misticismo redundante.

O Misticismo vai além da religião tradicional por permitir uma experiência direta e pessoal com a divindade ou com a espiritualidade em questão. O que fere os dogmas das maiores religiões do mundo, pois elimina a figura do intermediário. A iluminação ou a experiência mítica é o nome dado para o contato direto com a divindade, que é um estado de consciência no qual o indivíduo vislumbra tudo aquilo que está além do plano físico. Porém essa união com o todo só é possível através de uma dedicação espiritual que capacita o ser humano a se livrar das tentações mundanas.

As experiências místicas estão relacionadas nas maiores religiões do mundo e também na cultura oriental, descrevendo situações de contato direto com Deus ou, pelo menos, essa sensação. Em busca de tal objetivo, o místico estuda as coisas divinas para viabilizar o seu encontro direto com Deus.

Naturalmente, o Misticismo se faz presente ao longo da história da humanidade desde seu surgimento. As grandes religiões desenvolveram suas correntes místicas e há muita lenda em torno de suas práticas. A Kabala, por exemplo, tornou-se muito popular como expressão mística e ganhou grande repercussão no decorrer da história. Por isso, é elemento de muitos romances literários e obras cinematográficas envolvendo questões que foram incorporados para um cenário fictício. Muitos artistas e músicos atuais passaram a assumir a ligação com a Kabala também, o que a tornou mais popular.

Fontes:
http://www.sapientia.com.br/Misticismo.pdf
http://www.sophia.bem-vindo.net/tiki-index.php?page=Ascetismo+e+Misticismo