Valvas e Válvulas cardíacas

Por Débora Carvalho Meldau
As válvulas cardíacas são estruturas que formam as valvas cardíacas, compostas basicamente de tecido conjuntivo, localizadas na saída de cada uma das câmaras cardíacas, que auxiliam no fluxo unidirecional do sangue. Atualmente, são chamadas de valvas cada um dos aparelhos valvulares do coração. Cada valva é formada duas ou três válvulas (formações membranosas - cúspides).

Estão localizadas, mais especificamente, entre os átrios e ventrículos, bem como nas saídas da artéria aorta e artéria pulmonar. Quando o sangue passa pelas válvulas, há o fechamento das mesmas, impedindo o refluxo sanguíneo para a câmara cardíaca anterior, sendo que essa abertura e fechamento são regulados pelas pressões presentes no interior da câmara cardíaca.

Existem quatro valvas cardíacas:

  • Mitral ou bicúspide: apresenta dois folhetos e lembra uma mitra (um tipo de chapéu usado pelo bispo da Igreja Católica). Esta valva possibilita a fluxo sanguíneo entre átrio e ventrículo esquerdos.
  • Tricúspide: apresenta três folhetos e possibilita o fluxo sanguíneo entre átrio e ventrículo direitos.
  • Aórtica: está localizada na saída do ventrículo esquerdo para a aorta, possibilitando o fluxo sanguíneo entre a luz dessas duas estruturas.
  • Pulmonar: localizada na saída do ventrículo direito para a artéria pulmonar, possibilitando o fluxo sanguíneo entre a luz dessas duas estruturas.

O músculo que sustentam as válvulas cardíacas é chamado de papilar, enquanto que as estruturas fibrosas que ligam o folheto valvular ao músculo recebe o nome de cordoalha tendínea (impedem a inversão da válvula).

Durante o relaxamento do coração, conhecido como diástole, há a abertura das câmaras cardíacas, havendo a entrada de sangue primeiro nos átrios e, por conseguinte, nos ventrículos, sem que o sangue reflua. Já na sístole, processo inverso (contração do coração), o sangue é bombeado dos ventrículos para as artérias, havendo então a abertura das valvas aórtica e pulmonar (também conhecidas como semilunares), não ocorrendo refluxo sanguíneo em direção aos átrios, pois, durante este processo, as válvas bicúspide e tricúspide se fecham.

As válvulas cardíacas podem ser acometidas por diferentes patologias, que promovem a sua degeneração ou um funcionamento inadequado das mesmas.

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Valva_card%C3%ADaca
http://www.scielo.br/pdf/abc/v79n5/13006.pdf
http://usuarios.cultura.com.br/jmrezende/valva.htm

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.