Dogue Alemão

O Dogue Alemão, também chamado de Dinamarquês, Grand Danois ou Gigante Dinamarquês, é uma raça canina de grande porte, pertencente à categoria molossóide, que foi criada especificamente para a caça de javali. Atualmente, são cães de guarda e companhia.

Existem muitas divergências quanto à origem dessa raça. Algumas pessoas acreditam que esses animais vieram da Dinamarca, o que explica o nome que recebe em certos países, todavia, outros afirmam que é uma raça de origem alemã, mais especificamente, da região de Württemberg.

Dogue Alemão. Foto: RugliG / Shutterstock.com

Padrão Racial

São animais de aspecto imponente, majestoso e elegante, conferindo-lhe aparência nobre. Desenvolvem-se rapidamente, sendo que aos 12 meses de vida já atingem seu tamanho definitivo. A altura mínima que atinge é de 72 cm as fêmeas e 80 cm os machos; o comprimento desejável é igual à altura ou, no máximo, 5% maior nos machos e, nas fêmeas, nunca maior do que 10%.

Sua pelagem é curta, densa, bem assentada, lisa e brilhante. As cores podem ser:

  • Tigrado: o fundo é dourado claro ou dourado amarelado, com listras pretas bem definidas, de igual largura e transversais, direcionadas para as costelas. Máscara preta é desejável.
  • Dourado: a tonalidade varia do dourado claro ao escuro; é desejável máscara preta.
  • Azul: azul-aço puro, sendo permitido marcações brancas no peito e patas.
  • Preto: preto profundo; permitido manchas brancas. Nos cães Mantados, é permitido manchas quando o manto do dorso é inteiramente preto nos flancos, focinho, pescoço, peito, ventre, membros e ponta da cauda.
  • Arlequim: banco puro com manchas pretas de contorno irregular e tamanhos diferentes bem distribuídas.

Dogue Alemão. Foto: David Pegzlz / Shutterstock.com

A cabeça é alongada, quando vista de frente é estreita, com contornos bem definidos e ligeiramente cinzelada; a testa é  bem pronunciada e o occiptal é levemente marcado; stop é bem marcado; os olhos são de tamanho médio, arredondados e escuros; as orelhas se inserem no alto, de comprimento médio, caídas, com as bordas anteriores rentes a face; o focinho é profundo, apresentando canal nasal largo; a trufa é volumosa e preta nos animais unicolores; os lábios são pigmentados , mas nos Arlequins é tolerada a despigmentação; a mordedura é em tesoura.

O pescoço é longo, musculoso, seco e a linha superior é  ligeiramente arqueada. O tronco é quase quadrado; o peito é profundo até os cotovelos, o antepeito é bem desenvolvido; as costelas são bem arqueadas; o dorso é reto, curto e descendente; o lombo é largo, bem musculoso e arqueado; o ventre é bem esgalgado; a garupa é musculosa e levemente inclinada.

Os membros anteriores apresentam ombros fortemente musculosos, escápuloumeral com angulação entre 100° a 110° e cotovelos corretamente direcionados para frente. Os membros posteriores são fortemente musculosos e bem angulados, com garupa e coxas largas e arredondadas; jarretes aprumados. As patas são arredondadas, apresentando dedos curtos e fechados e bem arqueados; as unhas são curtas e preferencialmente escuras. A cauda se insere no alto, sendo grossa na raiz, afilando gradativamente; alcança a altura do jarrete.

Temperamento

Apresentam temperamento amigável, são afetuosos com seus donos, especialmente com crianças, mas mostram-se reservados e desconfiados com estranhos. Quando em condições de perigo, mostram-se corajosos, não temendo ataques.

Saúde

Os animais dessa raça possuem estômago longo, propenso a torções gástricas, sendo essa uma das principais causas de morte desses cães. Recomenda-se evitar deixar grandes porções de comida à disposição do cão, as refeições devem ser moderadas e em horários determinados.

Devido ao seu grande porte, é preferível deixar ração e água em vasilhames na altura do pescoço do animal, para evitar problemas de postura e deformações dos membros anteriores.

Podem ocorrer também problemas ósseos devido em conseqüência do seu rápido crescimento, sendo assim, é muito importante acompanhar cuidadosamente esse período e, quando houver suspeita de algum desvio de conformação ou aprumo, procurar orientação veterinária.

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Dogue_alemão
http://www.dogalemao.com.br/
http://www.petfriends.com.br/enciclopedia/ra%C3%A7as_c%C3%A3es/caes_enciclopediadoguealemao.htm
http://www.petbrazil.com.br/bicho/caes/215.htm
http://www.saudeanimal.com.br/dogue_alemao.htm

Arquivado em: Cães