Obras de Van Gogh

Graduada em Artes-Dança (Unicamp, 2018)

Publicado em 08/03/2022
Ouça este artigo:

Vincent Van Gogh foi um artista holandês pós-impressionista que fez sua carreira na França. Todavia, foi apenas após a sua morte que os trabalhos do artista passaram a ser valorizados. Telas dramáticas, imaginativas, rítmicas e emocionais que transmitem muito mais do que a mera aparência do que está sendo pintado são características comuns na obra desse artista.

Pertencente ao Pós-Impressionismo, para Van Gogh, para além da pintura de observação, as suas emoções e seu estado de espírito eram amplamente representados em suas obras. Assim, para o artista, o modo de pintar gestual e impulsivo, além da reflexão sobre o uso das cores, eram meios de expressar suas emoções subjetivas.

Terraço do Café na Praça do Fórum (1888)

Terraço do Café na Praça do Fórum.

A obra que hoje pode ser encontrada no Museu Kröller-Muller na Holanda, foi a primeira obra que o artista pintou uma cena noturna e representa um café da pequena cidade de Arles, no interior da França. O contraste entre o fundo noturno azulado e as cores vivas do café é uma marca do artista.

Com sua raiz impressionista, essa tela é resultado da observação de Van Gogh. Todavia, ela não se restringe a apenas o que os olhos podem ver, sua animação e alegria em vivenciar aquele momento estão embutidos a cada pincelada e escolha de cor feita pelo artista.

Os Girassóis (1888)

A obra compõe uma série de natureza morta pintada pelo artista entre os anos de 1886 a 1889. Suas telas são feitas em Paris e em Arles, uma cidade do interior da França, e com a mudança de local é possível perceber diferenças em seus quadros.

Nos quadros pintados em Paris, a disposição das flores parece que elas foram jogadas no chão e suas cores são de uma paleta mais tradicional. Entretanto, aqueles feitos em Arles trazem girassóis mais vivos e alegres, apontando para o céu, com cores vibrantes e novos tipos de contrastes.

A obra de 1888, localizada na Galeria Nacional de Londres, pertence aos quadros do período de Arles. Van Gogh trabalha com diversas camadas de um amplo espectro de amarelo, trazendo textura e novos contrastes para a tela. Dessa forma, o brilho do sol da cidade interiorana e a fugacidade da vida são incorporados na pintura.

O Quarto de Van Gogh em Arles (1889)

O Quarto de Van Gogh em Arles (primeira versão, 1888)

Essa mesma obra foi pintada em três diferentes momentos da vida do artista, ou seja, três estados de espírito diversos. O quadro de 1889, que hoje pode ser encontrado no Museu Van Gogh em Amsterdã, foi feito em um período feliz da vida de Van Gogh. Assim, a partir de cores vivas e controladas, além de pinceladas fortes, o artista representa fielmente seu quarto, oferecendo ao expectador um sentimento de ordem e paz.

A quantidade de cada elemento do quadro e o uso do amarelo e do azul são motivos simbólicos para o artista. Ademais, o contorno escuro dos objetos, preenchidos com uma pintura grossa de cores chapadas são relevantes para a interpretação da obra.

Autorretrato com a Orelha Cortada (1889)

Autorretrato com a Orelha Cortada

A obra, parte do acervo da Galeria Courtauld em Londres, é um autorretrato feito após o artista sofrer um episódio maníaco e cortar parte de sua orelha. Enquanto Van Gogh pintava ele refletia sobre sua doença, pois ele acreditava que o ato de pintar ajudaria a restaurar o equilíbrio de sua vida.

Dessa forma, é possível ver uma atenção cuidadosa dada às texturas contrastantes de pele, tecido e madeira. Ademais, a técnica do implasto utilizada aumenta a profundidade e a força emotiva da tela.

A Noite Estrelada (1889)

Sendo um dos quadros mais famosos de Van Gogh, a obra, hoje localizada no Museu de Arte Moderna de Nova Iorque, representa a noite e a natureza não de forma física e material, mas sim a partir da memória e das emoções, o que as afasta de sua aparência real.

A vida emocional do artista pode ser entendida como turbulenta ao se analisar o quadro. As linhas e curvas de cada representação trazem a sensação de caos e tensão. Contudo, existe uma organização e disposição equilibrada dos elementos na tela, reforçando a qualidade técnica do artista.

Referências Bibliográficas:

ART REF. As curiosidades da “Noite Estrelada” que você precisa saber. Disponível em: <https://arteref.com/pintura/curiosidades-noite-estrelada/> Acesso em: 31 jan. 2022

ISTO É. 10 curiosidades de Van Gogh e seus girassóis. Disponível em: <https://istoe.com.br/10-curiosidades-de-van-gogh-e-seus-girassois/> Acesso em: 31 jan. 2022

THE ART STORY. Vincent van Gogh. Disponível em: < https://www.theartstory.org/artist/van-gogh-vincent/> Acesso em: 31 jan. 2022

Arquivado em: Artes, Pintura