Cuco

O cuco (Cuculus canorus) é um pássaro pertencente à ordem Cuculiformes e família Cuculidae. Possuem um canto várias vezes repetido, que pode ser ouvido a 1km de distância. No hemisfério norte, ele saúda a chegada da primavera, época em que esse pássaro voa para o norte da Europa ou da Ásia, à procura de uma companheira. Fora da época do acasalamento, o cuco leva uma vida solitária.

Podem alcançar até 34 cm de comprimento, 60 cm de envergadura e podem pesar cerca de 100g. Na cor da plumagem e na forma do vôo, o cuco lembra muito o gavião, apresentando cabeça e pescoço cinzentos. As listras transversais na parte inferior do corpo aumentam a semelhança. Algumas fêmeas apresentam plumagem diferenciada, num tom marrom-avermelhado, denominada “fase hepática”, no entanto, esta é muito rara.

A semelhança com o gavião leva os pardais e outros pequenos pássaros a fugir do ninho quando um cuco se aproxima temendo se tratar de uma ave de rapina. Quando o pequeno pássaro deixa por instantes seu ninho, a fêmea do cuco retira um ovo e coloca um dos seus no lugar. Essa operação leva poucos segundos.

O ovo do pássaro hospedeiro requer de treze a quinze dias de incubação, enquanto que o ovo do cuco, apenas doze. Assim, o filhote de cuco nasce primeiro. Após 1 a 2 dias, o filhote de cuco joga os outros ovos para fora do ninho, erguendo-os nas costas, com o auxilio das asas. Caso já tenham eclodido, jogam os filhotes.

O ovo do cuco é quase do mesmo tamanho dos ovos dos pássaros hospedeiros (pardais, picanços e outros), assim como a cor da casca, o que aumenta a possibilidade de a “mãe adotiva” não perceber que o ovo não é seu. Esta, supondo que o cuco é seu filho, cuida dele com todo o carinho. Com apenas 3 semanas de vida, ele já ocupa o ninho inteiro, até que um dia, não cabendo mais no ninho, ajeita-se num galho. A “mãe adotiva” continua alimentando o cuco, pousando sobre a cabeça dele.

A dieta dos cucos é composta basicamente de pequenos invertebrados, sobretudo insetos. Larvas peludas de alguns insetos são um de seus alimentos prediletos. Ocasionalmente alimentam-se de frutos, sementes e até mesmo pequenos répteis ou anfíbios.

Fontes:
http://bicharada.net/animais/animais.php?aid=328
http://www.avesdeportugal.info/cuccan.html
http://www.birdcheck.co.uk/main/previewpages/previewpage72.htm
Guia Ilustrado – O Mundo dos Animais – Aves I. Editora Nova Cultura, 1990.

Arquivado em: Aves