Galinha

Graduação em Ciências Biológicas (UNIFESP, 2014)

Galinhas (Gallus gallus) são aves domésticas pertencentes à Ordem Galliforme, Família Phasianidae. São animais de médio porte, variando de 400 gr a 6 kg, de acordo com a raça. São de origem asiática, porém foram introduzidas em todas as partes do mundo graças à domesticação. Como não há mais necessidade de fugir de predadores e o forrageio é feito no solo, as galinhas perderam a habilidade de voar. Os machos (galos) possuem plumagem bem colorida, podendo ser vermelha, verde, marrom, preta, entre outras cores. Já as fêmeas são geralmente marrons ou brancas. Ambos os sexos apresentam uma crista vermelha na cabeça. Possuem hábitos diurnos e sua alimentação é composta principalmente de grãos, frutos, folhas, pétalas e brotos cultivados como  arroz, milho e  feijão. Costumam ingerir pequenas pedras que auxiliam a trituração do alimento na moela.

Galinha doméstica (Gallus gallus). Foto: lightpoet / Shutterstock.com

Atualmente a criação comercial de galinhas é realizada em granjas grandes e modernas. Aproveita-se quase tudo desses animais - a carne, os ovos e as penas. As galinhas chegam a botar mais de duzentos ovos por ano, os quais podem estar fertilizados ou não. Se a galinha acasalou com um galo antes de botar, os ovos são fertilizados e deles nascerão pintinhos. Já aqueles ovos utilizados na alimentação não são fertilizados, foram botados sem a cópula. Um ovo leva cerca de 24h para ser produzido e sua coloração é determinada pela raça da galinha. Dentro das granjas os avicultores dividem as galinhas em aves de postura (produção de ovos), aves de corte (consumo da carne) e aves de dupla aptidão (postura e corte). As aves destinadas à produção de carne devem apresentar rápido ganho de peso, crescimento uniforme, empenamento precoce e de cor branca, pernas curtas, resistência a doenças, entre outras características.  Já as aves destinadas para produção de ovos de consumo ou de incubação devem apresentar baixa mortalidade, alta capacidade de postura, alta percentagem de ovos grandes, ovos com casca resistente e uniforme, maturidade sexual precoce, alta fertilidade, entre outras.

Com a crescente preocupação dos consumidores com a qualidade e procedência dos produtos adquiridos, surgiu a criação de galinhas caipiras. Estas são criadas sem administração de hormônios e soltas em quintais, onde ciscam o tempo todo em busca de insetos, minhocas, plantas e restos de alimentos. Essa avicultura alternativa visa principalmente a produção de carne e ovos de forma mais natural e menos estressante, o que confere um menor teor de gordura à carne e melhor sabor ao produto. Esta é uma alternativa que favorece muito a avicultura familiar, graças ao seu baixo custo e complexidade.

Bibliografia:

PEC Nordeste- palestra “Criação, manejo e comercialização de galinhas caipiras e ovos”.

http://escola.britannica.com.br/article/480962/galinha

http://guiadoscuriosos.uol.com.br/categorias/1980/1/galinha.html

http://zoologia2013.blogspot.com.br/2013/10/galo-banquiva-gallus-gallus.html

http://www.portalsuinoseaves.com.br/2012/12/14/aves-origem-e-raca/

Arquivado em: Aves