Geaze

A história de Geaze está relatada na bíblia. Ele foi um dois auxiliares do profeta Eliseu, e deixou a ambição falar mais alto, quando um homem foi curado pelo profeta e ofereceu riquezas como gratidão. O próprio profeta havia recusado recompensa pois quem cura é Deus, mas este auxiliar mentiu, usando o nome do profeta, e recebendo os pertences no lugar dele. Foi em seguida vitimado da mesma doença.

Um comandante dos tempos do rei Jorão (um rei de Israel) chamado Naamã havia contraído lepra, uma doença de pele sem cura e sem tratamento na época e estava condenado ao isolamento. Ben-Hadade (rei a quem servia o exército de Naamã) escreveu uma carta para o rei Jorão, que entre outros pedidos solicitava que Jorão providenciasse a cura de seu súdito Naamã. Jorão desconfiou do pedido e o recusou.

Porém o profeta Eliseu ouviu sobre isso e pediu ao rei que deixasse Naamã vir até ele, e assim foi feito. Entretanto, ao invés de ir pessoalmente receber Naamã, assim que ele chegou próximo à casa de Eliseu, o profeta mandou as orientações de cura por um recado, pedindo a um mensageiro à porta que falasse a Naamã que a cura de sua lepra aconteceria caso ele se imergisse sete vezes no reio Jordão.

Naamã ficou indignado, pois acreditava que o profeta viesse falar com ele pessoalmente e até mesmo fazer algum tipo de ritual ou emitir palavras mágicas, algo inusitado. A simplicidade de Eliseu causou recusa por parte de Naamã e este, com raiva, decidiu voltar para sua cidade. Neste momento um escravo de Naamã pediu ao seu senhor que pelo menos tentasse, pois ele não tinha nada a perder, já que estava perto do rio Jordão e havia deslocado-se até ali.

Naamã deixou seu orgulho de lado, e decidiu mergulhar as sete vezes no rio Jordão como recomendou o profeta. Ele foi curado da lepra. Imediatamente Naamã renunciou a sua fé no “deus Rimon” depois de ser curado pelo Deus a quem servia Eliseu, ou seja, o Deus de Israel, e passou a adorá-lo. Ficou tão agradecido que voltou a Eliseu oferecendo riquezas, que o profeta recusou.

O auxiliar de Eliseu, chamado Geade, ouvindo a oferta, sentiu desejo de receber alguma coisa entre as riquesas oferecidas. Após terem ido embora, Geaze os alcançou, e disse que o profeta havia mudado de idéia, e tomou posse dos presentes. Quando retornou para a presença de Eliseu negou ter se ausantado dalí. Eis que o profeta disse ter ido com ele “em espírito” e viu quando tomou os presentes, e devido a desonestidade dele, pegaria a lepra de Naamã!.

Imediatamente saiu Geaze do local, já leproso.

Bibliografia:
A Bíblia da Mulher: leitura, devocional, e estudo. 2 ed, Barueri SP: sociedade Bíblica do Brasil 2009.

Arquivado em: Bíblia