Euclides

Bacharel em Matemática (FMU-SP, 2018)
Mestrando em Física Teórica (UNICSUL, 2018-atualmente)

Euclides foi um matemático grego que viveu em Alexandria, no Egito, durante aproximadamente entre 323-283 a.C., no reinado de Ptolomeu I. Euclides é considerado como o Pai da Geometria.

Informações concretas sobre a vida de Euclides são poucas. Seu nome foi citado séculos depois de sua morte por pensadores, filósofos e matemáticos, tais como Proclo, um filósofo neoplatônico grego que viveu no século V e Papo de Alexandria, um matemático viveu por volta do século II. Não se sabe ao certo sua data de nascimento e de sua morte. Especula-se que o mesmo viveu no período do reinado de Ptolomeu I usando comparações com as figuras de sua época que eram citadas nas referências de seus trabalhos. Euclides foi também professor da Academia de Alexandria, que posteriormente se tornaria um centro de excelência em cultura e conhecimento de sua época, convidado pessoalmente pelo próprio Ptolomeu I.

Euclides escreveu treze volumes em sua obra principal, chamada Os Elementos. Considerada como uma das mais influentes e bem sucedidas obras da história da matemática bem como do ensino dela, foi usada por mais de 2000 anos. A coleção apresenta os princípios da geometria que conhecemos hoje como geometria Euclidiana, sendo esses volumes compreendendo temas como geometria plana e espacial, números e aritmética. Como os textos eram escritos em rolos de papiro, cuja deterioração é mais rápida, os trabalhos de Euclides que chegaram até nós são somente cópias. Os originais, infelizmente se perderam em sua maioria. Abaixo uma foto de um dos mais antigos fragmentos da obra de Euclides, encontrado em aproximadamente no ano 100 d.C.:

Seu trabalho foi resgatado por estudiosos muçulmanos da Península Ibérica logo após a queda do império Romano. A versão mais antiga de Os Elementos de Euclides é um manuscrito bizantino que data de 888 d.C.. Devido a falta de documentos originais, as obras de Euclides podem ter sido alteradas, melhoradas ou até mesmo perdida, em algumas partes. Na obra Os Elementos, Euclides parte de 5 axiomas que seriam a base para todo o trabalho, estes são:

  1. Quaisquer dois pontos podem ser unidos por uma única linha reta;
  2. Qualquer linha reta finita pode ser estendida como uma linha reta;
  3. Um círculo pode ser traçado a partir de qualquer centro e com qualquer raio;
  4. Todos os ângulos retos são iguais uns em relação aos outros;
  5. Se duas linhas retas em um plano são cruzadas por outra linha reta, chamada de reta transversal, e os ângulos internos entre as duas linhas e a transversal somarem menos do que dois ângulos retos, então as duas linhas retas podem ser estendidas até eventualmente se intersectarem naquele lado da transversal.

Além destes axiomas, Euclides também define outros 5 noções comuns para a aritmética e que posteriormente se estendeu para diversos outros conceitos na matemática, que são:

  1. Coisas que são iguais a alguma coisa são também iguais entre si;
  2. Se iguais são somados com iguais, os totais são iguais;
  3. Se iguais são subtraídos de iguais, os resultados são iguais;
  4. Coisas que coincidem com outra são iguais uma à outra;
  5. O total é maior do que as partes.

Euclides também escreve obras como Optica, que trata sobre astrologia, astronomia e mecânica. Divisão de Figuras, outra obra de Euclides, apresenta conceitos sobre perspectivas, secções cônicas e geometria esférica.

Referências bibliográficas:

BOYER, Carl B. História da Matemática. São Paulo: Blucher, 2012.

ROQUE, Tatiana. História da Matemática – Uma visão crítica, desfazendo mitos e lendas. São Paulo: Zahar, 2012.

ROONEY, Anne. A História da Matemática. São Paulo: M. Books do Brasil Editora, 2012.

Arquivado em: Biografias