Ferécides de Siros

Ferécides, escritor grego, nasceu na ilha de Siros, nas Cíclades, em meados do século VI a.C.

Filho de Bábios, sua família talvez seja relacionada com a Ásia Menor, possivelmente com a Frígia. De acordo com algumas tradições, foi mestre de Pitágoras, que acabou cuidando dele em seus últimos dias de vida e foi responsável por seu sepultamento.

Há muitas histórias que foram contadas a seu respeito, embora não se saibam realmente a veracidade, já que se têm poucos dados sobre sua vida, e também existem semelhantes fatos contados sobre Pitágoras, tais como a previsão de naufrágios, vitórias militares e terremotos. Algumas um tanto fantásticas.

Segundo o filósofo Aristóteles, Ferécides foi um teólogo que misturou filosofia e mitologia.

Ele foi o criador de uma doutrina conhecida como metempsicose, que é um termo genérico para a crença da transmigração da alma do corpo de um ser vivo para o outro, sendo da mesma espécie ou não (é também conhecida como metacomorfose). Essa crença não está relacionada à reencarnação humana, adotada pela doutrina espírita, mas sim a possibilidade da alma humana migrar para o corpo de seres vivos, como animais ou vegetais. Esta crença foi difundida na Idade Antiga, sendo encontrada na literatura e crenças de muitos povos antigos, como egípcios, gregos, romanos, chineses, hindus, etc.

Ele é considerado um dos mais antigos escritores gregos, embora a cronologia destes escritores seja imprecisa. Ferécides pode ter sido um pouco mais velho do que Tales e Anaximandro ou contemporâneo de Anaxímenes de Mileto, portanto encaixado dentro do período pré-socrático, sendo considerados, talvez os mais antigos filósofos pré-socráticos.

Em sua história, destacamos a obra Os Sete Recessos, talvez a primeira obra grega escrita em prosa, uma espécie de teogonia, portanto, como o poema de Hesíodo. Nela, ele escreve sobre a natureza, a criação dos seres e dos deuses, por isso a comparação com a obra de Hesíodo.

Sua morte é incerta, já que existem também muitas histórias sobre ela: pode ter morrido de morte natural, sendo enterrado pelo discípulo Pitágoras; se suicidando, ao lançar-se do monte Côricos em Delfos; que foi enterrado em Magnesia, entre outras versões.

Fonte:
ERLER, M. & GRAESER, A. (org.). Filósofos da Antigüidade, 2 v. Trad. N. Schneider. São Leopoldo, Ed. UNISINOS, 2002.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Fer%C3%A9cides_de_Siro

Arquivado em: Biografias, Filósofos