George Lucas

O criador de Star Wars, um dos maiores filmes de ficção científica de todos os tempos, nasceu em Modesto, Califórnia, em 14 de maio de 1944 e nem pensava em trabalhar com cinema. George Walton Lucas Junior queria mesmo era ser piloto de corridas de carro. Entretanto, depois que ele terminou o segundo grau, um acidente grave acabou com seus sonhos de piloto.

O acidente, que mudou sua vida, impediu Lucas de se tornar piloto como ele queria, mas por outro lodo, abriu as portas para que ele se tornasse um dos melhores cineastas de todos os tempos. A paixão por carros e velocidade, claro, continuam até hoje e foram a inspiração para seu primeiro filme de sucesso “American Graffiti” de 1973.

George Lucas (2016). Foto: Featureflash Photo Agency / Shutterstock.com

Lucas que já tinha certa afinidade por câmeras acabou se transferindo para a University of Southern California, uma conceituada escola de cinema, onde fez seu primeiro filme de ficção científica: “THX-1138:4EB” com o qual ganhou o prêmio do “National Stundent Film Festival” em 1967-68. Na época ele havia conhecido Francis Ford Coppola (que já havia dirigido “Finian’s Rainbow” pela Warner Brothers) e acabaram se tornando amigos e criando uma companhia de cinema chamada “American Zoetrope” em 1969.

O primeiro projeto da companhia foi uma adaptação do filme de Lucas. Porém o filme, que foi lançado em 1971 com o nome “THX-1138”, era técnico e filosófico demais e mesmo tendo certo reconhecimento pela crítica, acabou não fazendo sucesso junto ao público.

Coppola começou a trabalhar na produção de seu próximo filme “The Godfather” (1972) pela Paramount Pictures. Lucas então resolveu criar sua própria companhia de cinema a “Lucas Film”.

George Lucas ficara um pouco intimidado com o fracasso de seu primeiro filme. Mas, mesmo assim, resolveu voltar a trabalhar em seu próximo projeto “American Graffiti”. Desta vez Lucas acertou em cheio, trabalhando com jovens talentos como Harrison Ford (que depois trabalharia com ele em outros filmes) seu filme faturou cerca de US$50 milhões quando, para ser produzido, precisou de apenas US$780.000. Com este filme ele ganhou o Globo de Ouro e recebeu cinco indicações para o “Academy Award”.

Confiante novamente, Lucas resolveu criar um novo projeto e durante os anos de 1973-74 ele escreveu “Star Wars”, inspirado em um filme do Flash Gordon e “Planeta dos Macacos”. Em 1975 ele criou mais uma companhia a “Industrial Light and Magic” para produzir efeitos especiais e que foi a responsável por criar todos os efeitos do filme “Star Wars”. Quando finalmente foi lançado em 1977, “Star Wars” remodelou o conceito de “blookbuster” e recebeu sete indicações ao Oscar ganhando todas. O filme que custou em torno de US$11 milhões, faturou nada menos que US$513 milhões.

Após o sucesso de “Star Wars” Lucas lançou duas continuações: “Star Wars – The Empire Strickes Back” e “Star Wars – The Return of the Jedi”. A trilogia foi sucesso absoluto abarcando legiões de fãs pelo mundo inteiro.

Outro grande sucesso de George Lucas, desta vez dirigido por Steven Spielberg, foi “Indiana Jones e os Caçadores da Arca Perdida”. Estrelado por Harrison Ford, “Indiana Jones” virou um mito do cinema e também teve continuações igualmente bem sucedidas: “Indiana Jones – e o Templo da Perdição”, “Indiana Jones – e a Última Cruzada” e, mais recentemente “Indiana Jones – e o Reino da Caveira de Cristal” de 2008.

Em 1999 Lucas reiniciou a produção de filmes da saga “Star Wars” com o lançamento dos filmes: “Star Wars – Episódio I: A Ameaça Fantasma”, “Star Wars – Episódio II: Ataque dos Clones” e “Star Wars – Episódio III: A Vingança do Sith”.

Em 1992 Lucas havia lançado uma série de Indiana Jones para a televisão que recebeu 13 prêmios (11 prêmios Emmy’s, um prêmio Banff, um prêmio Angel) e uma indicação para o Globo de Ouro fazendo ainda com que ele faturasse o prêmio Irving G. Thalberg, no mesmo ano.

George Lucas também é o presidente da “The George Lucas Educational Foundation”.

Arquivado em: Biografias, Cinema