José Serra

Licenciatura em História (IFG, 2022)

Este artigo foi útil?
Considere fazer uma contribuição:


Ouça este artigo:

José Serra é um economista, acadêmico e político brasileiro, tendo ocupado diversos cargos na política, como deputado federal, senador por São Paulo, prefeito da cidade de São Paulo e governador do estado. Serra também compôs importantes ministérios durante os governos dos presidentes Fernando Henrique Cardoso e Michel Temer.

Serra nasceu em março de 1942, no bairro da Mooca (São Paulo); filho de descendentes de italianos, teve uma infância humilde, mas dedicou-se aos estudos enquanto os pais trabalhavam. Em 1960 entrou no curso de Engenharia Civil pela Escola Politécnica da USP, onde se tornou o último líder da UNE (União Nacional dos Estudantes) antes do golpe de estado que instaurou uma Ditadura Militar no Brasil, a partir de 1964.

José Serra. Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil

Serra, aos 22 anos foi obrigado a fugir do Brasil para a Bolívia, em 1964, para fugir da perseguição promovida pelo estado ditatorial, e de lá partiu para a França, voltando para o Brasil brevemente, e fugindo novamente para outro país: Chile, em 1965. No Chile conheceu Mônica Allende, com quem se casou e teve dois filhos, nascidos no exilio: Verônica e Luciano.

Em 1973 é obrigado a fugir do Chile, por ocasião do golpe militar que instaura uma ditadura naquele país, com a queda do presidente Salvador Allende, porém não conseguiu fugir e é preso ainda no aeroporto da cidade chilena de Santiago, onde por pouco escapou de ser torturado ou morto no Estádio Nacional, palco de incontáveis mortes e torturas naquele país.

Consegue fugir para os Estados Unidos, onde cursou seu doutorado em economia na Universidade de Cornell. Quando finalmente pode voltar para o Brasil, em 1978, se tornou professor de economia na Unicamp.

1983 é convidado para chefiar a Secretaria de Economia e Planejamento do governador de São Paulo: Franco Montoro; em seu cargo obteve visibilidade nacional, que utilizou para disputar outros cargos.

Em 1986 se torna um dos apoiadores do Plano Cruzado, e em 1987, filiado ao PMDB, é eleito Deputado Federal por São Paulo, exercendo o cargo até 1991, ano em que obtém a reeleição, permanecendo até 1995.

Em 1988 ajudou na fundação do PSDB (Partido da Social Democracia Brasileira). Serra candidatou-se no ano de fim de seu segundo mandato (1995) como deputado, para senador, também por São Paulo, e se elege para um mandado, cujo tempo de duração seria até 2003.

Serra interrompe seus trabalhos como senador, pois é convidado para compor a equipe de ministros do presidente Fernando Henrique Cardoso (FHC), que o convida para chefiar o Ministério do Planejamento em 1996. Em 1998 é colocado para chefiar o Ministério da Saúde. Em 2002, concorreu a disputa presidencial com Luiz Inácio Lula da Silva (Lula), candidato do PT, porém perdeu.

Em 2004 José Serra conseguiu vencer as eleições para a prefeitura de São Paulo, chefiando o cargo executivo de 2005 até o ano de 2006, quando, abandona o a prefeitura para se candidatar a governador de São Paulo. Serra havia garantido através de promessas e da assinatura de um documento, não abandonar seu cargo para concorrer a outro cargo executivo antes de concluir os quatro anos de mandato, mas descumpriu a promessa ao se candidatar a governador, se referindo ao documento assinado como um mero “papelzinho”.

Serra vence a disputa eleitoral, e governou o estado de 2007 até 2010. Em 2014, se torna senador por São Paulo, para um mandado com fim previsto para 2022.

Durante o governo do presidente interino Michel Temer, Serra foi indicado para o Ministério das Relações Exteriores, embora tenha renunciado posteriormente.

Em seus anos de exílio, Serra cursou economia tanto no Chile quanto em Paris (França), vindo a ser professor na Universidade do Chile. Na Universidade de Cornell, nos Estados Unidos, obteve o seu mestrado e doutorado. Posteriormente veio a ser professor em Princeton.

Como professor e acadêmico, recebeu diversas homenagens e publicou vários trabalhos acadêmicos, como: “Além da Estagnação: uma discussão sobre o estilo e desenvolvimento recente do Brasil”, trabalho feito em parceria com a economista Maria Conceição Tavares.

Fontes:

Senado Federal. Senadores. José Serra – SP. Disponível em: https://www25.senado.leg.br/web/senadores/senador/-/perfil/90 (Acessado dia: 29/11/2022).

G1. José Serra (PSDB), ministro das Relações Exteriores do governo Temer. (A matéria contém uma breve biografia do político). Disponível em: http://g1.globo.com/politica/noticia/2016/05/jose-serra-psdb-ministro-das-relacoes-exteriores-do-governo-temer.html ( Acessado dia: 29/11/2022).

ESTADÃO. Para Serra, promessa feita em 2004 era apenas “um papelzinho”. Disponível em: https://politica.estadao.com.br/noticias/geral,para-serra-promessa-feita-em-2004-era-apenas-um-papelzinho,850619 ( Acessado dia: 29/11/2022).

ISTOÉ. José Serra. Disponível em: https://istoe.com.br/8453_JOSE+SERRA/?pathImagens&path&actualArea=internalPage ( Acessado dia: 29/11/2022).

Arquivado em: Biografias