Luís Filipe I de França

O nome completo de Luís Filipe I de França era Luís Filipe de Orléans ou de Orleães. Ele nasceu no dia seis de outubro do ano de 1773 na cidade de Paris. Também conhecido como duque de Chartres, duque de Valois e duque de Orléans, é considerado o último rei da nação francesa entre os anos de 1830 e 1848, sendo alcunhado como o "Rei Cidadão" ou o "Rei Burguês". Seu pai era Luís Filipe José de Orléans, um dos membros da Casa de Orléans, que era uma divisão menor da Casa de Bourbon.

Entre os principais feitos de Luís Filipe I de França, pode ser citado seu pronunciamento favorável aos ideais revolucionários do ano de 1789 e sua união aos radicais jacobinos no ano de 1790. Ao completar dezoito anos, obteve nomeação de coronel do exército da revolução. No período em que a França enfrentou o Sacro Império Romano Germânico no ano de 1792, Luís Filipe I fez parte das fileiras que eram comandadas por Charles François Dumouriez, participando dos conflitos de Jemappes e de Valmy. Porém, Luís Filipe acabou aliando-se aos inimigos e, por este motivo, foi acusado de conspirar contra seu país, tendo que se refugiar na Suíça e viver com uma falsa identidade para não ser reconhecido.

Fora de seu país de origem, viveu de forma precária e, para sobreviver, arrumou emprego como professor em uma escola de Reichenau. Em 1793 o pai de Luís Filipe I de França é executado e ele herda do título de duque de Orléans, o que fortalece suas ambições dinásticas. Muda-se para os EUA, onde vive dois anos, e depois vai morar no Reino Unido. Entre os anos de 1804 e 1814, período napoleônico, Luís Filipe I reconcilia o ramo de sua família com Luís XVIII, rei francês que havia sido exilado. No ano de 1809, muda-se para a Sicília e desposa Maria Amélia de Bourbon, que era filha de Fernando I das Duas Sicílias.

No mês de julho de 1830 ocorreu uma rebelião que derrubou a nova monarquia. Depois de uma revisão da Constituição, Luís Filipe I de França é proclamado rei através da Assembléia Nacional Francesa  e obtém apoio da alta burguesia. Considerado como uma monarquia constitucional, seu reinado favoreceu a burguesia em um período em que a nação francesa iniciava um processo de Revolução Industrial.

Entre os descendentes diretos de Luís Filipe I de França e Maria Amélia de Bourbon, estão Fernando Filipe de Orléans, Luísa Maria de Orléans, Maria de Orléans, Luís Carlos Filipe Rafael de Orléans, Francisca, Clementina de Orléans, Francisco Ferdinando de Orléans, Carlos de Orléans, Henrique de Orléans e Antônio de Orléans.

Fontes:
http://www.louis-philippe.eu/
http://pt.wikipedia.org/wiki/Lu%C3%ADs_Filipe_I_de_Fran%C3%A7a
http://contextopolitico.blogspot.com.br/2010/03/luis-filipe-i-de-franca-historia.html
http://www.infopedia.pt/$luis-filipe-i

Arquivado em: Biografias