Papa Adriano IV

Mestrado em História (UFJF, 2013)
Graduação em História (UFJF, 2010)

Adriano IV foi 169º papa da história da Igreja Católica.

Nascido no ano 1100 na Inglaterra, Nicholas Breakspear era filho de um sacerdote que se tornou monge em St. Albans. Nicholas tentou seguir os passos do pai, Robert, mas seu pedido de ingresso no mesmo mosteiro foi recusado com o argumento de que ele ainda teria que estudar e amadurecer muito para descobrir sua verdadeira vocação na vida. Nicholas não ficou satisfeito com a negativa e o impedimento de traçar o mesmo caminho do pai. Sem desejar perder tempo, foi para Paris e se tornou um frade agostiniano em St. Rufus.

Desde cedo, Nicholas Breakspear expressou toda a sua vontade de seguir a vida religiosa. Após alguns anos como frade, foi eleito em 1137 seu prior e escolhido por unanimidade, em seguida, como abade. Cada dia da vida de Nicholas demonstrava mais sua aptidão para a vida religiosa. Foi um abade reformista que despertou a atenção e o respeito do papa Eugenio III. Este o convocou a Roma para explicações sobre suas reformas e o tornou cardeal-bispo de Albano.

O cardeal-bispo Nicholas Breakspear manteve uma relação muito próxima ao papa em exercício. Como homem de confiança, foi enviado à Escandinávia como delegado papal para solucionar problemas da Igreja Católica. O grande sucesso de suas medidas na missão designada fez com que Nicholas fosse recebido no retorno a Roma com grande honra já pelo papa sucessor de Eugenio III, Anastácio IV.

O papa Anastácio IV exerceu pouco tempo o papado, apenas um ano. Quando faleceu, em 1154, rapidamente Nicholas Breakspear foi eleito para sucessão, no dia quatro de dezembro. O cardeal inglês adotou o nome de Adriano IV e, imediatamente, promoveu a reposição da autoridade papal em Roma, já que ela passava por problemas causados por conflitos os partidários de Arnaldo de Brescia, que liderava uma doutrina cristã anticlerical. Adriano IV usou como artifício a excomunhão da cidade de Roma, fato que pressionou o senado a decidir pela expulsão e morte de Arnaldo de Brescia.

Adriano IV, durante todo seu papado, foi um grande defensor da autoridade da Igreja Católica, do clero e do papa. Desafiou o famoso imperador Frederico Barbarossa por defender a primazia do papado sobre o império. Adriano IV faleceu no dia primeiro de setembro de 1159 e foi sucedido pelo papa Alexandre III.

Fontes:
http://www.dec.ufcg.edu.br/biografias/PPAdria4.html
DUFFY, Eamon. Santos e Pecadores: história dos Papas. São Paulo: Cosac & Naify, 1998.

Arquivado em: Biografias