Papa João XXII

Mestrado em História (UFJF, 2013)
Graduação em História (UFJF, 2010)

João XXII foi o papa de número 196 da Igreja Católica, entre 1316 e 1334.

Nascido em 1249 na cidade francesa de Cahors, Jacques d’Euse era proveniente de uma família humilde. Seu pai era sapateiro em sua cidade natal. Mas isso não impediu que o jovem francês obtivesse uma formação culta e superior. Jacques estudou medicina e direito na capital francesa, Paris.

Após completar seus estudos, Jacques d’Euse seguiu carreira religiosa e ocupou cargos importantes na Igreja Católica, até ser cogitado para o posto de papa. Em 1314, faleceu o Supremo Pontífice vigente, Clemente V, papa responsável pela condenação dos Templários. Porém o grande número de desavenças entre os cardeais dividia a cúpula religiosa em duas facções que demoraram a chegar a um acordo. Houve um período de dois anos de sede vacante e somente com a intervenção do rei francês Felipe V que foi convocado um conclave para finalmente solucionar a vacância no principal posto da Igreja Católica. Reuniram-se 23 cardeais na cidade francesa de Lyon e o rei Felipe V ordenou que os religiosos fossem presos em uma igreja até que divulgassem um resultado. Desta reunião aprisionada saiu o resultado oficial da Igreja Católica, elegendo o cardeal Jacques d’Euse como Supremo Pontífice. O novo papa adotou o nome de João XXII e tomou posse no dia sete de setembro de 1316.

O papado de João XXII já começou conturbado pelo próprio modo como foi eleito. Sua primeira medida foi manter a residência papal na cidade de Avinhão, na França, como havia feito seu antecessor. Mesmo com a pressão para que ela voltasse a ser oficialmente em Roma. Isso trouxe grandes complicações politicas para a Europa, pois havia a discordância de muitos com a medida. Ao longo da história da mudança da residência papal ocorreram várias reações que, em alguns momentos, chegaram até a contar com a presença de outro papa considerado legítimo morando em Roma.

Mas a mudança da residência papal para a França não foi a única medida problemática do papado de João XXII. O papa francês envolveu-se em diversos movimentos políticos e religiosos de vários países europeus. Lutando pelos interesses da Igreja Católica, embora tenha sido controverso, é lembrado por ter desenvolvido uma ótima administração e por ter sido responsável pela reorganização religiosa.

João XXII faleceu no dia quatro de dezembro de 1334 e foi sucedido pelo papa Bento XII.

Fontes:
DUFFY, Eamon. Santos e Pecadores: história dos Papas. São Paulo: Cosac & Naify, 1998.
http://www.dec.ufcg.edu.br/biografias/PPJoao22.html

Arquivado em: Biografias