Paul Julian Assange

Fundador, editor e porta-voz do site WikiLeaks, o jornalista, programador e ativista da internet Paul Julian Assange nasceu na cidade de Townsville, na Australia, em 03 de julho de 1971. Como seus pais eram donos de uma companhia de teatro itinerante, Assange viajou por toda a Australia durante sua infância e adolescencia.

Aos 16 anos, Assange tornou-se membro de um grupo de hackers internacionais – os International Subversives (Subversivos Internacionais), o que levou a Policia Federal Australiana a invadir sua casa, na cidade de Melbourne, em 1991, acusando-o de invadir computadores de várias organizações. Assange declarou-se culpado das 24 acusações que lhe foram atribuídas, e foi libertado por bom comportamento após o pagamento de uma multa. Trabalhou em uma universidade e em empresas, inclusive de telecomunicações, na detecção de falhas de segurança em computadores. Em 1989,  nasceu seu filho Daniel Assange, fruto de um relacionamento que durou até 1991.

Estudou matemática e física na Universidade de Melbourne até 2006, ano em que participou da fundação do WikiLeaks, site que publica documentos com denúncias e vazamento de informações. Atualmente, atua como membro do conselho consultivo, e como porta-voz do site.

Sua participação no site WikiLeaks lhe renderam reconhecimento e consequentemente, os seguintes prêmios:

  • 2008 - Index on Censorship – Concedido pelo The Economist, por promover a liberdade de expressão.
  • 2009 - Amnesty International UK Media Awards – Concedido pela Anistia Internacional, por ter exporto ao mundo os assassinatos no Quênia.
  • 2010 - Sam Adams Award – Concedido pela Sam Adams Associates for Integrity in Intelligence, associação de funcionários aposentados da CIA, pela integridade e ética de suas ações.

Além dos prêmios em reconhecimento por sua atuação junto a WikiLeaks, Assange foi considerado uma das 50 figuras mais influentes de 2010, segundo a revista britânica New Statesman. Algumas comunidades da internet promovem a indicação de Assange para o Premio Nobel da Paz em 2011, por ter fundado o WikiLeaks.

Por outro lado, as denúncias e documentos publicados no WikiLeaks, sobretudo as que têm relação com o governo americano e a Guerra do Afeganistão, desencadearam ações de retaliação de vários governos do mundo.

Em sua estadia na Suécia em agosto de 2010, onde iria proferir uma série de palestras, foi acusado de estupro e assédio sexual. Foram expedidos dois mandatos de prisão, retirados poucos dias depois. Em setembro o mesmo processo foi reaberto, e em 20 de novembro a justiça sueca acionou a Interpol pedindo sua extradição.

Em novembro, dois dias após a publicação de 250 mil documentos diplomáticos confidenciais do Departamento de Estado Norte Americano, a Interpol distribuiu aos 188 países associados à chamada “notificação vermelha”, que significa alta prioridade para a localização, prisão e extradição de Assange.

Em 07 de dezembro de 2010, Assange se apresentou para a Polícia Metropolitana de Londres, e negou as acusações de estupro e assédio sexual. Foi libertado em liberdade condicional em 16 de dezembro, após pagar fiança. Até a próxima audiência, marcada para 11 de janeiro de 2011, Assange teve seu passaporte recolhido, vive sob toque de recolher e usa uma pulseira com dispositivo eletrônico de localização.

Algumas personalidades, sobretudo da política norte americana, se pronunciaram contra Julian Assange e o Wikileaks, acusando-o de “terrorismo”. No entanto, políticos como o primeiro ministro Rússia, Vladimir Putin, o presidente Luis Inácio Lula da Silva e personalidades como o cineasta americano Michael Moore prestaram solidariedade e demonstraram sua admiração ao trabalho de Assange.

Referências

JULIAN ASSANGE. Disponível em: http://pt.wikipedia.org/wiki/Julian_Assange Acesso em 27 dez. 2010.

G1 MUNDO. Saiba mais sobre Julian Assange, fundador do WikiLeaks. Disponível em: http://g1.globo.com/mundo/noticia/2010/12/saiba-mais-sobre-julian-assange-fundador-do-wikileaks.html Acesso em 27 dez. 2010.

http://influenciadirecta.blogspot.com/2010/12/julian-assange-o-homem-por-detras-do.html

Arquivado em: Biografias