Tim Burton

Um dos diretores de cinema mais geniais da atualidade, Timothy William Burton, mais conhecido como Tim Burton, nasceu na cidade de Burbank, na Califórnia, nos Estados Unidos, no dia 25 de agosto de 1958. Ele é o primogênito do casal Bill Burton e Jean Erickson.

Seus tempos de criança foram vivenciados no universo da fantasia e da auto-reflexão, de uma forma bem particular. Não se adaptando muito bem ao cotidiano familiar e escolar, ele se perdia nas páginas das obras arrepiantes de Edgar Allan Poe e nas imagens aterrorizantes dos filmes de horror de segunda categoria.

Esta experiência cultural prematura marcou sua produção cinematográfica, permeada por temas lúgubres e uma atmosfera sombria. Seu protagonista preferido é Johnny Depp, que parece se sintonizar perfeitamente com a mente atípica de Burton.

Sua infância lhe valeu também quando decidiu homenagear as produções B de terror com o já clássico Ed Wood, que retrata a vida e a carreira de um dos principais diretores deste gênero. Não contente com isso, ele convidou dois grandes ícones dos filmes de horror, Vincent Price e Christopher Lee, para participar de suas produções.

Ao concluir o colégio, Tim conquistou uma bolsa de estudos concedida pelos estúdios da Disney, que lhe permitiu cursar o Instituto das Artes da Califórnia, na cidade de Valencia, na Califórnia. Depois de concluir o curso de Animação, passou a trabalhar para a Disney na função de aprendiz de animador. Aí ele elaborou seu primeiro curta-metragem, Vincent, baseado na vida de seu intérprete dileto, Vincent Price.

Depois o cineasta partiu para a realização de seu segundo curta, Frankenweenie, que narra as aventuras de um garoto que consegue milagrosamente reviver seu cãozinho. Nesta época ele teve a liberdade e os recursos necessários para produzir o poema e as imagens que inspirariam algum tempo depois O Estranho Mundo de Jack, pois a Disney lhe concedia a oportunidade também de conceber suas próprias criações.

O diretor aliou, três anos depois, sua inclinação para o terror com sua veia cômica, criando o sucesso de público Os Fantasmas se Divertem. A partir daí seu nome despontou cada vez mais no cenário da fama, com produções como Batman, de 1989, que depois teria sequência em Batman – O Retorno, em 1992.

Burton resolveu então concretizar antigos projetos, como o inesquecível Edward Mãos de Tesoura, o primeiro de uma série de obras protagonizadas por Johnny Depp. Depois de lançar alguns longa-metragens de pouca lucratividade, como Marte Ataca! e Planeta dos Macacos, Tim reergueu sua carreira com A Lenda do Cavaleiro sem Cabeça. Seguiram o mesmo caminho do sucesso Peixe Grande e Suas Histórias Maravilhosas, a animação A Noiva Cadáver e a refilmagem do clássico A Fantástica Fábrica de Chocolate.

Um de seus filmes mais recentes, o inusitado musical Sweeney Todd: O Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet, êxito de crítica, ganhou o Oscar 2008 na categoria Direção de Arte. Sua mais nova produção é uma releitura bem pessoal do universo mágico de Alice no País das Maravilhas, produzido pelos estúdios Disney e protagonizado por Johnny Depp, por sua mulher Helena Bonham Carter e pela intérprete Anne Hathaway, de O Diabo Veste Prada.

Seu casamento com Helena Bonham Carter lhe rendeu dois filhos, Billy e a garotinha Nell.

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Tim_Burton
http://cineminha.uol.com.br/celebridade.cfm?id=602
http://pt.wikipedia.org/wiki/Ed_Wood

Arquivado em: Biografias, Cinema