Anatomia Pulmonar Bovina

O sistema respiratório dos mamíferos é constituído de cavidade nasal, seios paranasais, laringe, traqueia, brônquios, pulmões e pleura. É um sistema de extrema importância para a sobrevivência do indivíduo, uma vez que, é nele que ocorrem as trocas gasosas responsáveis pela respiração das células dos tecidos e do organismo como um todo.

Os pulmões são os órgãos respiratórios, pares, que ocupam boa parte do espaço na cavidade torácica. São cobertos pela pleura pulmonar e se movimentam livremente porque é fixado somente por sua raiz e pelo ligamento pulmonar. O pulmão direito tem quase o dobro do tamanho do pulmão esquerdo, em decorrência da presença do lobo acessório, além do apical ser maior do que o do pulmão esquerdo. Entre os ruminantes, os pulmões do bovino são relativamente mais curtos do que os do ovino e caprino. Cada pulmão apresenta, para descrição, um ápice cranial, uma base caudal (face diafragmática), duas faces (costal e medial), e três bordas (dorsal, ventral e basal).

A base do pulmão está relacionada à face torácica convexa do diafragma. O ápice do pulmão direito é maior do que o do pulmão esquerdo. Quando in situ, os pulmões se estendem para o lado esquerdo da cavidade torácica, ventralmente á traqueia e aos grandes vasos situando-se cranialmente ao coração e pericárdio. A face costal é a maior, sendo lisa e convexa, e se relaciona com a superfície interna das costelas, com as cartilagens costais e com os músculos intercostais.

A área pulmonar não coberta pela pleura, que contêm os brônquios, vasos sanguíneos, linfáticos e nervos penetrando ou deixando os pulmões é conhecida como hilo do pulmão. O pulmão direito está subdividido em lobos por fissuras interlobares. Estas fissuras estão sujeitas a alguma variação, mas na maioria dos casos existem quatro lobos claramente definidos, o lobo apical (cranial), o médio (cardíaco), o diafragmático (caudal) e o acessório (intermediário). O lobo apical é grande e se estende até a esquerda do plano mediano, o lobo médio é a parte tridimensional alongada do pulmão, o lobo diafragmático, localiza-se em posição caudal e o lobo acessório localiza-se caudalmente ao hilo.

O pulmão esquerdo está dividido, por uma fissura interlobar de comprimento variável, em dois lobos, o apical (cranial), e o diafragmático (caudal). O lobo apical possui uma parte menor e maior tridimensional, direcionada ventralmente. Estas duas partes são parcialmente subdivididas por uma pequena fissura. A face medial do lobo apical forma a impressão cardíaca. A pleura pulmonar que cobre os pulmões possui uma camada subserosa, relativamente bem desenvolvida, contínua com o tecido conjuntivo interlobular dos pulmões. Nos bovinos o tecido conjuntivo interlobular é desenvolvido e forma septos completos entre os lóbulos, motivo pelo qual toda a face do pulmão se apresenta mapeada em lóbulos.

A traqueia emite um brônquio traqueal do lado direito, aproximadamente ao nível da terceira costela que após o brônquio penetrar no pulmão, se divide em brônquios cranial e caudal. Continuando, a traqueia bifurca-se nos brônquios principais direito e esquerdo. Ramos da artéria pulmonar conduzem sangue venoso para os pulmões.

FONTE:
GETTY, R. Anatomia dos Animais domésticos de Sisson & Grosman. 5 ed. Rio de Janeiro, Interamericana, v.1, 1981.