Classe Ascidiacea (ascídias)

As ascídias, também chamadas de seringas-do-mar, podem ser encontradas em águas rasas, presas às rochas, conchas ou fundos de navios (são animais sésseis), e podem também se fixar na areia. As características de cordados são encontradas nas fases larvais desses animais.

Uma ascídia adulta tem o corpo globoso ou cilíndrico, fixo a um substrato pelo pedúnculo. Possui duas aberturas: o sifão bucal e o sifão atrial. Pelo sifão bucal entra água e pelo sifão atrial, sai. São filtradores, a água que entra carrega inúmeras partículas de alimento.

Tegumento

A epiderme é formada por uma camada de células monoestratificadas. O epitélio secreta a túnica ou manto. Abaixo da epiderme fica a túnica, composta por uma proteína, isômero da celulose, que é chamada de tunicina. Em algumas podem apresentar sais de cálcio, para que o corpo fique mais rígido, apresentam vasos sanguíneos. O sangue possui células especializadas que fabricam a túnica. O manto é composto de tecido conjuntivo.

Esqueleto

A notocorda caudal está presente nas larvas, não permanecendo no indivíduo adulto.

Digestão

A água e o alimento entram pelo sifão bucal. Na cavidade atrial existe uma enorme cesta branquial que contém cílios, que provocam a corrente hídrica. O endóstilo, sulco coberto por glândulas, envia muco que forma uma malha na qual o alimento fica aderido. O muco é esparramado na parede da faringe e vai descendo a partir da parte superior. O muco vai se espalhando e descendo, até que os cílios o capture na parte interna da faringe. Os cílios continuam batendo até levar o alimento da faringe ao esôfago, depois ao estômago onde começa digestão, e o alimento vai para o intestino, que se abre próximo ao sifão atrial.

Respiração

A hematose (troca gasosa) ocorre nas fendas branquiais. O oxigênio dissolvido na água é captado e o gás carbônico é eliminado por difusão na faringe.

Circulação

No manto á um coração tubular, que possui batimentos cardíacos e emite um vaso que passa sob o endóstilo e outro que passa próximo à lâmina dorsal, o sangue então se abre em pequenos espaços nos seios ou lacunas. O coração controla e pode mudar o sentido da circulação sanguínea. O sistema circulatório é do tipo aberto e os pigmentos respiratórios possuem átomos de vanádio na molécula.

Excreção

As ascídias não possuem sistema excretor.

Sistema Nervoso

Durante a fase larval, existe um tubo neural. Na fase adulta, existe um gânglio nervoso situado entre o sifão atrial e o sifão bucal. Deste gânglio partem nervos que inervam o corpo do animal. Ascídias que vivem em regiões entre – marés, quando ficam com o corpo cheio de água, podem se contrair e espirrar a água que estava dentro de seu corpo, se houver um estímulo.

Reprodução

As ascídias são hermafroditas, fazem fecundação externa e possuem fase larval. Os ductos genitais, que ficar perto do sifão atrial, carregam os espermatozóides e os óvulos produzidos pelas gônadas para fora do corpo para que haja fecundação externa. O zigoto se transforma em uma larva livre natante, que tem uma cauda (e se parece muito com um girino). A parte anterior da larva tem papilas adesivas que se fixam ao substrato. A larva também possui o cordão nervoso dorsal oco e a notocorda na cauda. A cauda é absorvida e o corpo sofre um movimento de rotação de aproximadamente 90°, do cordão nervoso só fica o gânglio nervoso e a notocorda é totalmente absorvida.

Além da reprodução sexuada, as ascídias se reproduzem assexuadamente, por brotamento. Pelo processo de mitose, as células vão se diferenciando até a formação de um novo indivíduo, formando uma colônia de aspecto arborescente.

Curiosidades

- As ascídias podem filtrar 200 litros de água em 24 horas
- Em algumas colônias, os indivíduos compartilham o mesmo sifão atrial

Fontes:
http://curlygirl.naturlink.pt
http://www.palaeos.com/Vertebrates/Units/010Chordata/010.000.html
http://www.educa.aragob.es/iescarin/depart/biogeo/varios/BiologiaCurtis/Indice%20de%20secciones.htm

Arquivado em: Urochordata