Córtex cerebral

Graduada em Ciências Biológicas (UNISUAM, 2010)
Graduada em Zootecnia (FAGRAM, 2006)

O córtex cerebral é formado pela substância cinzenta (que contém o corpo celular do neurônio), e também é o local do processamento neural mais sofisticado e distinto. É uma fina camada, a mais externa do cérebro dos vertebrados, que possui uma espessura que pode variar de 1 a 4 mm. Ela reveste o centro branco medular de todo encéfalo. É considerada uma das partes mais importantes do sistema nervoso, afinal, é no córtex cerebral que irão chegar os impulsos produzidos pelas vias da sensibilidade e onde elas são interpretadas. É ainda do córtex que saem os impulsos nervosos que iniciam e comandam os movimentos voluntários. É o centro do entendimento e da razão, responsável pela memória, percepção e linguagem.

Existem diversos tipos de neurônios que estão localizados em diferentes partes do córtex cerebral. Estas diferentes localizações caracterizam as várias áreas dos hemisférios. O córtex é formado por cerca de 20 bilhões de neurônios.

Em animais superiores, foi desenvolvido pelo córtex um artifício para aumentar a capacidade da área de processamento neural, que foi a formação de sulcos. Com isso evitou-se o crescimento da estrutura cerebral.O desenvolvimento da cultura está intimamente ligada ao desenvolvimento do córtex. Existem 4 diferentes sulcos: Sulcos Axiais (ocorrem quando há o crescimento exagerado do córtex), Sulcos Limitantes (os quais possuem a função de separar as áreas que possuem características distintas), Sulcos Operculados (irão cobrir algumas partes do córtex) e Sulcos Completos (são os sulcos profundos, produzindo elevações nas partes dos ventrículos laterais). A classificação quanto ao tipo de desenvolvimento podem ser: Sulcos Primários (que já se nasce com eles) e os Sulcos Secundários (que irão aparecer em consequência do desenvolvimento das áreas adjacentes).

Existem dois tipos de córtex: o isocórtex e o alocórtex. O isocórtex possui seis camadas (Camada molecular, Camada granular externa, Camada piramidal externa, Camada granular interna, Camada piramidal interna e Camada fusiforme), que são bem delimitadas durante o desenvolvimento embrionário. O alocórtex não possui esta quantidade de camadas e elas não são nítidas. A camada granular interna possuía a função de ser receptora de sensibilidade e a camada piramidal interna a de ser motora, sendo as camadas restantes consideradas de associação.

O córtex cerebral não possui sempre a mesma estrutura e por isso existem três tipos de classificação filogenética do córtex:

  • Paleocórtex: que está relacionado com o sistema olfativo, e está localizado na base do telencéfalo;
  • Arquicórtex: está compreendido no hipocampo;
  • Neocórtex: está localizado entre o arquicórtex e o paleocórtex e está separado destas estruturas por zonas de justalocortex. É o responsável pelas mais importantes funções cerebrais do homem.

O córtex cerebral pode ser classificado funcionalmente em:

  • Área de projeção: irá receber as fibras relacionadas diretamente com a sensibilidade e com a motricidade;
  • Área de associação: não está ligada diretamente com a motricidade. A área de associação ainda pode ser dividida em áreas unimodais (se conectam com as áreas primárias de mesma função) e áreas supramodais (se conecta com áreas unimodais ou com outras áreas supramodais).

Referências Bibliográficas:

http://www.repositorio.uniceub.br/bitstream/123456789/2421/2/9713912.pdf

http://gerardocristino.com.br/aulas/est_func_cortex_cerebral.pdf

http://www.guia.heu.nom.br/cortex_cerebral.htm

Arquivado em: Sistema Nervoso