Maiores insetos do mundo

Graduada em Ciências Biológicas (UNESP, 2001)
Mestre em Agronomia (UNESP, 2005)
Especialização em Gestão Ambiental (Anhanguera, 2010)

No período Carbonífero, entre 360 milhões e 286 milhões de anos atrás, os insetos eram realmente muito grandes, assim como as plantas e outros animais.

Fóssil de uma Meganeura monyi. Foto: Alexandre Albore / via Wikimedia Commons / CC-BY-SA 4.0

A libélula Meganeura monyi tinha até 70 centímetros de envergadura, segundo os zoólogos Jeffrey Graham, do Instituto de Oceanografia Scripps, e Carl Gans, da Universidade de Michigan, ambos nos Estados Unidos. Acredita-se que esse grande tamanho se deve à grande quantidade de oxigênio da atmosfera naquele tempo. Nesse período, a porcentagem de oxigênio na Terra era de 35%, atualmente, a concentração de oxigênio no ar é de 21%.

Os insetos contêm espiráculos (aberturas) espalhados aos pares nas pleuras do tórax e abdome por onde o ar consegue circular para as células. Assim, com mais oxigênio presente na atmosfera, ele conseguia chegar mais fundo nas células. Essa é a teoria mais aceita, no entanto, novos estudos sugerem que os insetos “tiveram de crescer mais para evitar o envenenamento de oxigênio!” (Mundo dos animais, 2014).

Explica-se que: “Apesar do oxigênio ser absolutamente vital, quando em largas quantidades torna-se venenoso. Em nós, humanos, o excesso de oxigênio provoca danos celulares e consequentemente problemas de visão, dificuldade em respirar, náuseas e convulsões” (Mundo dos animais, 2014). Nesse mesmo estudo, verificou-se que o oxigênio a menos, ou seja em menores quantidades do que os 21% presentes hoje na composição do ar, diminuem a performance do insetos gradativamente, o que explicaria que os insetos atuais sejam menores por um processo evolutivo.

Atualmente, os insetos tem tamanhos bem menores quando comparados aos insetos pré-históricos, no entanto, encontram-se insetos grandes em diversas regiões do mundo.

A seguir, os maiores insetos de diferentes famílias foram organizados em uma tabela com informações sobre seu nome, sua origem e/ou ocorrência no mundo, e maior tamanho dentro da espécie.

Maiores insetos do mundo

Nome popular Nome científico Origem/Localização Tamanho
Formiga Dinoponera gigantea Brasil, região amazônica 2,5 cm
Abelha Apis laboriosa Nepal 3 cm
Vespa Mandarinia Florestas tropicais do leste da Ásia 5 cm
Mosca Gauromydas heros Regiões áridas do mundo 6 cm
Borboleta Ornithoptera alexandrae Nova Guiné
Barata rinoceronte Blaberus giganteus América Central Central e América do Sul, ilhas do Caribe, Trinidad e Tobago, Guiana Francesa, Guiana, Colômbia, Mexico, Panama, Guatemala e Suriname 7,5 a 10 cm
Besouro golias Goliathus regius África 10 cm
Louva-a-Deus chinês Tenodea sinensis China 11 cm
Megaloptero Megaloptero China 21 cm
Gafanhoto gigante Tropidacris dux Brasil e Venezuela 30 cm
Bicho-pau Phobaeticus chani Bornéu Aprox. 57 cm

Tabela organizada pela autora com informações de vários sites que trazem descobertas de espécies grandes de insetos no mundo todo.

Assim você pode conhecer um pouco melhor sobre os maiores insetos do mundo.

Bibliografia:

Mundo dos animais, janeiro de 2014. Por que eram gigantes os insetos pré-históricos. Texto de Carlos Gandra. Disponível em: https://www.mundodosanimais.pt/animais-pre-historicos/insectos-passado-gigantismo/.

Nepaleses arriscam a vida para coletar mel da maior abelha do mundo. BBC Brasil, BBC,04 Junho 2012. Disponível em: http://www.bbc.com/portuguese/videos_e_fotos/2012/06/120601_colmeia_galeria_jp.shtml.

https://wn.com/gauromydas_heros

https://sta.uwi.edu/fst/lifesciences/documents/Blaberusgiganteus.pdf

http://naturlink.pt/article.aspx?menuid=20&cid=18521&bl=1

http://bugguide.net/node/view/12409

http://www.naturalworlds.org/goliathus/species/Goliathus_regius.htm

Arquivado em: Insetos