Sopro no coração

Mestre em Ecologia e Recursos Naturais (UFSCAR, 2019)
Bacharel em Ciências Biológicas (UNIFESP, 2015)

O sopro cardíaco é uma condição não patológica na qual pode ser auscultado um som irregular durante os batimentos do coração. Apesar de não ser uma doença, o sopro pode indicar algum tipo de má formação cardíaca ou a ocorrência de problema futuro, por isso deve ser investigado e acompanhado por um cardiologista.

Durante atividades físicas, em grávidas ou em crianças o sangue pode passar mais rápido que o normal no coração, produzindo um som similar a passagem de vento forte. Contudo, quando detectado em recém-nascidos ou em exames rotineiros de pessoas no repouso, o sopro no coração pode demonstrar o funcionamento anormal de alguma válvula cardíaca ou a presença de um defeito congênito na parede do coração. Nestes casos, o sopro pode provocar tontura, desmaios, falta de fôlego e rubor da face.

A fim de diagnosticar e diferenciar um sopro chamado “inofensivo” de um patológico, os médicos avaliam a intensidade e a frequência do som produzido, podendo realizar também um eletrocardiograma ou um ecocardiograma. Este exame é uma técnica não invasiva que não utiliza radiação e permite avaliar o funcionamento do coração. Um aparelho eletrônico capta os sons produzidos por todas as câmaras cardíacas, gerando imagens que traduzem esses sons. Uma forma mais detalhada deste exame se chama ecocardiograma com Doppler, um procedimento que permite avaliar a velocidade e direção do sangue dentro do coração, através das válvulas e no interior dos vasos.

O sopro inofensivo normalmente não é tratado de modo especifico, sem a necessidade de uso de medicamentos ou procedimentos cirúrgicos. É indispensável, porém, acompanhar o paciente regularmente para monitorar o desenvolvimento do caso.

Os sopros patológicos precisam ser intensamente investigados a fim de se determinar sua origem. As causas mais comuns destes sopros estão associadas a regurgitação das válvulas aórtica ou mitral, duas das quatros válvulas cardíacas. Estas estruturas são compostas por cordas tendíneas ligadas a músculos papilares e se localizam entre átrios e ventrículos e nas saídas dos ventrículos. Sua função primordial é prevenir o retorno sanguíneo. Problemas em seu funcionamento levam a um batimento irregular, fluxo descontínuo de sangue e produção do som identificado como sopro. Nestes casos, se o mal funcionamento das válvulas gerar sintomas mais graves, se faz necessário intervenção cirúrgica para reconstruir (plastia) ou substituir a válvula afetada. As próteses usadas podem ser biológicas (de origem bovina ou porcina) ou mecânicas de material sintético. A prótese biológica é silenciosa, mas tem que ser substituída com o tempo. Já a prótese mecânica não necessita de substituição, mas produz um som continuamente, similar a um relógio.

Em recém-nascidos e crianças, o sopro cardíaco precisa ser meticulosamente monitorado, uma vez que neles o coração cresce e aumenta de tamanho muito rapidamente. Em alguns casos, os sopros infantis são gerados por defeitos nos septos atriais ou ventriculares, como se houvessem “furos” nas paredes do coração. Na grande maioria dos casos, o crescimento do órgão repara estas aberturas ou reduz seu tamanho consideravelmente, tornando o sopro inofensivo ou fazendo com que ele deixe de ocorrer. Medicamentos para reduzir a pressão arterial podem ser administrados por um tempo para evitar a expansão destes furos causada pelo rápido e intenso fluxo de sangue.

Sopro é comum em bebês. Foto: riopatuca / Shutterstock.com

Referências:

Delgado-Trejos, E., Quiceno-Manrique, A. F., Godino-Llorente, J. I., Blanco-Velasco, M., & Castellanos-Dominguez, G. (2009). Digital auscultation analysis for heart murmur detection. Annals of biomedical engineering37(2), 337-353.

Evans, J. R., ROWE, R. D., & Keith, J. D. (1960). Spontaneous closure of ventricular septal defects. Circulation22(6), 1044-1054.

Gammie, J. S., Sheng, S., Griffith, B. P., Peterson, E. D., Rankin, J. S., O'brien, S. M., & Brown, J. M. (2009). Trends in mitral valve surgery in the United States: results from the Society of Thoracic Surgeons Adult Cardiac Database. The Annals of thoracic surgery87(5), 1431-1439.

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.