Mixomatose

A mixomatose trata-se de uma desordem que acomete coelhos e tem como agente etiológico um poxvírus conhecido como fibroma de Shope.

Consiste em uma enfermidade altamente contagiosa, que é transmitida por mosquitos e pulgas, resultando em grande mortalidade do plantel.

As manifestações clínicas iniciam-se com corrimento nasal, que aumenta gradativamente, podendo ocasionar dificuldade de respiração. Por conseguinte, os animais apresentam congestão e inflamação ocular, liberando grande quantidade de secreção purulenta. Dentro de pouco tempo surgem diminutos tumores na base da orelha, nariz e lábios, que se espalham por toda a cabeça, sendo que esta última apresenta-se excessivamente inchada.

Ao passo que o quadro evolui, os tumores espalham-se por todo o corpo, alcançando, especialmente, os órgãos genitais e ânus. Quando essas estruturas se rompem, liberam uma secreção mucosa, de coloração rósea.

Outras manifestações clínicas englobam febre leve, emagrecimento e a morte dentro de 4 a 8 dias após o surgimento dos primeiros sintomas.

Para prevenir este transtorno, recomenda-se a vacinação dos filhotes, a partir de um mês de idade, devendo receber o reforço semestralmente. O mais indicado é eutanasiar os animais acometidos pela mixomatose e incinerar os cadáveres, bem como desinfectar todas as gaiolas e combater o mosquito, evitando que mais animais sejam contaminados.

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Mixomatose
http://www.hvp.pt/hvp/pt/textos/coelhos-mixomatose/
http://www.saudeanimal.com.br/artigo45.htm

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.