Comunicação Interatrial

A comunicação interatrial (CIA) trata-se de uma cardiopatia congênita, que se caracteriza pela presença de um orifício anormal no septo interatrial, permitindo a comunicação entre o sangue que está passando no átrio esquerdo e no átrio direito.

Esta anomalia está incluída no grupo das cardiomiopatias congênitas acianóticas, ou seja, que estão presentes desde o nascimento, e levam à coloração arroxeada (ou azulada) dos lábios e extremidades, em decorrência da oxigenação insuficiente. Na CIA há um hiperfluxo pulmonar. Em outras palavras, ocorre um desvio anormal do sangue do átrio esquerdo do coração, que apresenta alta pressão, para o átrio direito, que apresenta baixa pressão e, por conseguinte, para a circulação pulmonar.

Existem três tipos de CIA. Dentre elas estão:

  • Seio venoso: acomete a região superior do septo interatrial e pode estar relacionada a disfunções da drenagem das veias pulmonares.
  • Ostium secundum: é o tipo mais comum e acomete a região medial do septo interatrial.
  • Ostium primum: acomete a região inferior do septo interatrial e é comumente observada em indivíduos com Síndrome de Down.

Nas primeiras décadas de vida, a CIA tipicamente é assintomático. Por volta dos 40 anos de idade, os pacientes podem começar a apresentar dispneia durante o esforço físico, fadiga e palpitações. Todas estas manifestações estão ligadas à elevação da pressão na circulação pulmonar, chamada de hipertensão pulmonar.

Por meio da auscultação cardíaca no exame físico é possível identificar algumas alterações, sendo o diagnóstico confirmado através de exames complementares, que englobam: eletrocardiograma, radiografias torácicas e ecocardiograma.

O tratamento desta anomalia é feito por meio do fechamento da comunicação interatrial, por meio de uma cirurgia ou colocação de um cateter, que obstrui o orifício da CIA. O fechamento cirúrgico do orifício é feito colocando-se um pedaço do pericárdio do próprio paciente, ou pericárdio bovino tratado, suturando-o na abertura.

Leia também:

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Comunica%C3%A7%C3%A3o_interatrial
http://portaldocoracao.uol.com.br/doencas-de-a-a-z/comunicaco-interatrial-cia
http://www.brunorocha.com.br/portal/?p=120

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.