Condroblastoma

O condroblastoma, também chamado de tumor de Condman, é uma neoplasia óssea benigna de células cartilaginosas imaturas, classificada como benigna ativa.

Habitualmente, este tumor afeta a região epifisária dos ossos longos que está em contato com a placa epifisária cartilaginosa, porém, certas vezes, progride para metástase contínua. Os ossos mais acometidos são o úmero proximal, a tíbia proximal e o fêmur distal, raramente acometendo ossos chatos ou o talo e o calcâneo. A idade de maior freqüência desse tumor é entre os 10 a 20 anos de idade, sendo que a porcentagem de homens afetados é superior a de mulheres.

Por localizar-se na região epifisária, a queixa articular quase sempre está presente, levando a limitações articulares. Como sinal inicial, alguns pacientes podem apresentar derrame sinovial. Todavia, a invasão do espaço articular se dá em somente 10% dos casos.

O diagnóstico é alcançado por meio da detalhada análise do histórico do paciente, juntamente com exame físico, exames de imagem (radiografia, ressonância magnética e tomografia computadorizada) e anatomopatológico, realizando-se o diagnóstico diferencial.

O tratamento mais eficaz para o condroblastoma é a curetagem com enxertia óssea, adotando os devidos cuidados para não lesar a placa de crescimento ou a cartilagem da articulação. Quando realizada a curetagem simples, sem enxertia, há um maior risco de recidiva local.

Fontes:
http://www.abcdasaude.com.br/artigo.php?92
http://www.pediaonline.com.br/2009/05/condroblastoma.html

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.
Arquivado em: Neoplasias