Oestrose

A oestrose, também conhecida como bicho da cabeça ou rinite parasitária, é uma patologia de ovinos causada pela fase larval do parasita Oestrus ovis, mais conhecido como mosca nasal das ovelhas.

Este parasita é um díptero pertencente à família Oestridae. São parasitas obrigatórios dos seios nasais de ovinos e são encontrados em regiões quentes, sendo sua forma adulta mais ativa no verão, manifestando-se com maior intensidade pela manha e ao entardecer.

A larva desse parasita é depositada nas narinas dos ovinos, levando a uma rinite parasitária. Estas, por sua vez, se alimentam de tecidos contaminados ou necrosados e secreções durante uns dias, até estarem completamente crescidas.

É possível observar uma atitude bem particular dos ovinos para se protegem da ação das moscas, dispondo-se em círculos com a cabeça para o interior deste e voltadas para baixo. Esse incômodo leva a uma queda na ingestão de alimentos, e consequente redução na produtividade dos animais.

O quadro clínico caracteriza-se por corrimento nasal mucopurulento (ou sanguinolenta), animais inquietos, espirros frequentes, dispnéia, cegueira, incoordenação motora, desequilíbrio e andar em círculos, quando as larvas atingem o sistema nervoso central.

As larvas desse parasita podem permanecer nos ovinos de duas semanas a 10 meses. A evolução dessa afecção geralmente é benigna, sendo que os casos de mortalidades são raros, ocorrendo em casos de infecção maciça ou presença de infecção secundária.

O diagnóstico é obtido por meio da observação de nódulos inflamatórios semelhantes a furúnculos, que estejam drenando secreção sanguinolenta ou mucopurulenta e a visualização dos movimentos realizados pela larva na fístula.

O tratamento é feito aplicando-se ivermectina aos animais tanto como medida de tratamento, quanto de profilaxia.

Para um controle adequado desta enfermidade, é de grande importância conhecer a biologia do parasita, para que seja possível elaborar estratégias de controle que minimizem o contato do parasita com o animal.

Fontes:
http://www.revista.inf.br/veterinaria11/revisao/edic-vi-n11-RL69.pdf
http://www.farmpoint.com.br/radares-tecnicos/sanidade/oestrose-ovina-ou-bicho-da-cabeca-60408n.aspx

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.