Reumatismo

Graduação em Fisioterapia (Faculdade da Serra Gaúcha, FSG, 2014)

O reumatismo, também citado como doenças reumáticas, são um conjunto de diferentes patologias e sintomas que podem acometer as estruturas ósseas, articulações, cartilagens, músculos, tendões e ligamentos, podendo comprometer também estruturas sistêmicas. Esse tipo de quadro tem sido cada vez mais comum em todas as faixas etárias. A manifestação do quadro clínico não depende de nenhuma característica específica como cor de pele, sexo ou idade. Porém, os fatores mais relevantes para facilitar o diagnóstico da patologia envolvem aspectos genéticos, traumáticos, obesidade, sedentarismo, ansiedade, depressão, estresse e até mesmo lesões prévias que podem manifestar sintomas dolorosos a partir de alterações climáticas.

Mão de pessoa com artrite reumatoide. Foto: PositiveFocus / iStock.com

O reumatismo consiste em termo amplo para caracterizar um grupo de mais de 130 doenças que podem vir a afetar todos os sistemas do organismo. Algumas manifestações denominadas como reumatismo podem surgir em qualquer idade, manifestando características inespecíficas em relação à sintomatologia, dificultando o diagnóstico e comprometendo a efetividade do tratamento. Dentre as patologias, podemos citar:

  • Artrite idiopática juvenil: caracteriza-se por ser uma doença crônica inflamatória que inicia antes dos 17 anos de idade, acompanhada de dores intensas, edema e aumento de temperatura em uma ou mais articulações.
  • Artrite reumatóide: doença inflamatória crônica que acomete principalmente mulheres entre 30 e 40 anos apresentando sintomas da artrite (dor, edema, calor e rubor) em qualquer articulação, podendo apresentar deformidades com o passar do tempo e comprometimento na realização de AVD’s.
  • Doença de Behçet: caracterizada pela presença de aftas recorrentes, podendo estar associada ou não a úlceras genitais, dores articulares, lesões de pele, inflamações oculares, alterações neurológicas e alterações vasculares como trombose e inflamação de veias.
  • Esclerodermia: doença autoimune que provoca fibrose (enrijecimento) na pele de órgãos internos; pode ocorrer de forma sistêmica ou localizada.
  • Espondiloartropatias soronegativas: consiste em um grupo de patologias que podem apresentar sintomas clínicos como: artrite (acometimento de articulação sacroilíaca e coluna), fator reumatoide negativo, inflamação de tendões e ligamentos, marcador genético semelhante (HLA-B27). Alguns exemplos: espondilite anquilosante, artrite reativa, artrite psoriática, artrites enteropáticas, entre outras.
  • Fibromialgia: doença que apresenta dor muscular generalizada e crônica, onde o paciente apresenta principalmente dor intensa à palpação, alterações do sono, fadiga e alterações emocionais.
  • Gota: doença inflamatória que acomete as articulações e ocorre quando os níveis de ácido úrico se encontram acima dos níveis normais.
  • Lombalgia: dores de origem idiopática em região lombar inferior.
  • Lúpus eritematoso sistêmico: doença inflamatória de origem autoimune, classificado em: cutâneo (apresenta manchas geralmente avermelhadas ou eritematosas em áreas como rosto, orelhas, colo e braços) e sistêmico (onde um ou mais órgãos acabam sendo acometidos, tais como pleura, coração, rins, entre outros).
  • Osteoartrite (Artrose): caracteriza-se pelo desgaste da cartilagem articular e apresenta alterações ósseas como osteofitose e deformidades.
  • Polimialgia reumática e artrite de células gigantes: acomete pacientes acima de 50 anos provocando rigidez e dor no pescoço, ombros e quadris de forma intensa. Apresenta sintomas como fadiga, perda de peso, febre baixa e depressão.
  • Pseudogota: ocorre através do depósito de cristais de pirofosfato de cálcio nas articulações. Também denominada condrocalcinose, apresentando crises inflamatórias semelhantes à gota.
  • Reumatismo de partes moles: indivíduo apresenta processo inflamatório ou lesões de estruturas que podem desencadear bursites, tendinites, tenossinovites, entesites e dores miofasciais.
  • Síndrome anti-fosfolípide: distúrbio de coagulação do sangue que pode causar trombose e complicações na gestação (abortos de repetição, pressão alta e prematuridade fetal).
  • Síndrome de Sjögren: caracteriza-se pela manifestação de secura ocular e de mucosa oral, quando ocorre a invasão dos linfócitos em glândulas.
  • Vasculite: inflamação dos vasos sanguíneos, onde células do sistema imunológico invadem as paredes dos vasos causando estenose, oclusão, aneurismas e hemorragias. O termo vasculite abrange um grupo vasto de afecções que podem ser classificados em vasculites primárias (se subdividem em vasculites isoladas e sistêmicas), vasculites secundárias (geralmente associadas à doenças auto-imunes), vasculites sistêmicas primárias e secundárias.
AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.

Arquivado em: Doenças