Sialadenite

A sialadenite, também conhecida como sialoadenite ou sialodenite, é definida como uma inflamação da glândula salivar, comumente causada em decorrência da obliteração do ducto salivar.

Acomete com maior frequência adultos acima de 50 anos de idade, e pode ser do tipo infecciosa ou não infecciosa. A primeira situação, tipicamente é causada por bactérias, como Staphylococcus spp ou Streptococcus spp. Também podem ocorrer por outras causas, como por xerostomia, mais comum na glândula parótida, ou por sialolitíases (pedras salivares), mas comum nas glândulas submandibulares. Também pode ser resultante de uma infecção viral da glândula salivar, como o vírus da gripe, o Coxsackie vírus e o citomegalovírus. Outro fator que pode desencadear a sialadenite é a realização de radioterapia na região da cabeça ou pescoço, bem como doenças auto-imunes que levam à inflamação da glândula salivar, como é o caso da síndrome de Sjögren.

Geralmente as manifestações clínicas englobam edemaciação das glândulas acometidas, tornando-se dolorosas. De acordo com a causa, outros sintomas podem ser observados, como mal-estar geral, febre, calafrios e presença de abscesso.

O diagnóstico é estabelecido através do histórico e quadro clínico apresentado pelo paciente. Alguns exames auxiliam no fechamento do diagnóstico, como cultura do material colhido da glândula afetada, hemocultura em pacientes que apresentam sinais de bacteremia ou sepse, hemograma com diferencial de leucócitos e ionograma. Quando há a suspeita de doença auto-imune, deve-se realizar as dosagens de fator antinuclear, SS-A, SS-B e hemossedimentação. Alguns exames de imagem também põem auxiliar no diagnóstico, como radiografia simples, sialografia, ultra-sonografia, tomografia computadorizada e ressonância magnética.

O tratamento varia com a causa da sialadenite. Quando for causada por bactéria, deve-se tratar com antibióticos, sendo ocasionalmente necessário realizar drenagem do abscesso. Quando for resultante de uma infecção viral, realizar o tratamento sintomático. Nos casos desta afecção ser desencadeada por radioterapia, recomenda-se utilizar medicamentos como anti-inflamatórios ou glicocorticoides. Todavia, nesse caso, os sintomas tendem a desaparecer mesmo sem tratamento. Quando houver a presença de sialolitíases, as mesmas devem ser removidas através de uma canulação do ducto salivar. Quando as sialolitíases são recorrentes, recomenda-se a ressecção cirúrgica da glândula. Caso a inflamação da glândula seja causada por uma doença auto-imuno, deve-se tratar a doença de base.

Fontes:
http://boasaude.uol.com.br/realce/showdoc.cfm?libdocid=16143&ReturnCatID=1808
http://www.consultormedico.com/consultar-doencas/outras/doencas-das-glandulas-salivares.html
http://pozemedicale.org/Portugal/Doencas_Digestivas/Sialadenite-fotos.html
http://de.wikipedia.org/wiki/Sialadenitis
http://emedicine.medscape.com/article/882358-overview

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.
Arquivado em: Inflamações