Sociologia da educação

Graduada em História (UFF, 2017)
Mestre em Sociologia e Antropologia (UFRJ, 2012)
Graduada em Ciências Sociais (UERJ, 2009)

A Sociologia é, por definição, a ciência que tem como objeto de estudo a sociedade, através da pesquisa do comportamento humano e suas várias formas de organização. Seu início enquanto disciplina científica relaciona-se com duas revoluções que alteraram profundamente o modo de vida dos indivíduos: a Revolução Industrial e a Revolução Francesa.

O mundo que sucedeu a estes dois acontecimentos foi marcado por transformações sociais, políticas, espaciais, econômicas, tecnológicas e culturais. A sociologia nasce então e como uma tentativa de compreensão de situações novas, criadas pela então nascente sociedade capitalista, uma vez que ela instaura novas formas de organizar a vida social.

Foram as cidades modernas e o ambiente urbano que possibilitaram o desenvolvimento da sociologia e sua configuração enquanto área de conhecimento. As transformações ocorridas após a revolução industrial como deslocamentos populacionais, novas relações de trabalho, etc., consolidaram a sociologia enquanto ciência, pois, a própria sociedade passou a se constituir em valioso objeto de estudo.

Embora Auguste Comte (1798-1857) seja considerado tradicionalmente o pai da sociologia, foi com Émile Durkheim (1858-1917) que a sociologia passa a ser considerada propriamente uma ciência com metodologia. Utilizando como objeto específico os fatos sociais que poderiam ser estudados objetivamente como “coisas”, foi possível romper a tendência dominante de reduzir os fenômenos sociais a experiências individuais. Para o autor, a vida social era regida por leis e princípios a serem descobertos com base em métodos associados às ciências naturais. Utilizando as regras do método sociológico, a sociedade poderia ser classificada como objeto legítimo de estudo, com natureza e dinâmicas próprias.

Além de atuar decisivamente no estabelecimento do estudo da sociedade enquanto ciência, Durkheim é considerado o “pai fundador da sociologia da educação”. O autor defende o argumento de que a educação se organiza enquanto instituição para realizar uma função moralizadora da sociedade, sendo responsável por imprimir no homem um conjunto de valores, comportamentos, regras e atitudes que são indispensáveis para coesão social. A educação teria assim o papel de garantir a manutenção de certos laços sociais na sociedade moderna através do desenvolvimento de três funções: senso de disciplina, de pertencimento ao grupo e de autonomia individual dos sujeitos.

Entre os três principais fundadores da sociologia, Durkheim foi quem mais aprofundou os estudos acerca dos reais mecanismos de desenvolvimento educacional, contudo Karl Marx e Max Weber também incluíram a educação como ponto de reflexão das suas macroteorias a respeito da sociedade.

  • Para Marx a burguesia utilizava a educação como forma de reprodução ideológica dos seus interesses, podendo ter o papel de reproduzir a opressão ou propiciar a emancipação do individuo (libertação);
  • Para Weber a educação enquanto racionalidade instrumental de dominação burocrática era fonte de um novo principio de controle, sendo fator de seleção e estratificação social.

Os autores perceberam que a posição da educação na estrutura social e sua relação com outras instituições eram a chave para compreender a dinâmica da mudança educacional. A educação sendo responsável pela transmissão de valores é também objeto de transformação social. Conclui-se, portanto que a sociologia da educação tendo como objeto de privilegiado de estudo a escola e suas relações, não se caracteriza apenas enquanto formulação teórica, sendo importante na construção da escola como uma instituição social capaz de fornecer elementos para a construção do conhecimento sobre a sociedade.

Bibliografia:

http://www.bocc.uff.br/pag/lopes-paula-ducacao-sociologia-da-educacao-e-teorias.pdf

http://www.mat.ufmg.br/ead/acervo/livros/Solciologia%20da%20Educacao.pdf

Oliveira, Persio Santos de. Introdução a sociologia. São Paulo 2001. Editora Ática

Tomazi, Nelson Dacio. Conecte – Sociologia para o Ensino Médio. Editora Saraiva

Tempos moderno, tempos de sociologia: ensino médio: volume único/ Helena Bomeny...[et al.]. – 4.ed. – São Paulo: Editora do Brasil, 2016; Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 2016. (Série Brasil: ensino médio)

Arquivado em: Educação, Sociologia