Rutênio

O rutênio foi o ultimo dos elementos descobertos da família da platina, sua descoberta se deu após a exploração de uma reserva de platina na Rússia, a qual desenvolveu tanto pesquisas sobre o elemento quanto a indústria de platina nessas regiões.

Após isso alguns pesquisadores se empenharam no estudo dos resíduos gerados nas fábricas pela platina os quais eram muito insolúveis em água. A partir destes resíduos se obteve duas substâncias novas nomeadas como plurano e rúten por seu descobridor Gottfried Wihelm Osann em 1828. A descoberta definitiva deu-se em 1844 por Karl Karlovitch Klaus, que modificou seu nome para rutênio em homenagem à Rússia, grande produtor do mineral platina que deu origem há descoberta do elemento.

O rutênio possui numero atômico 44, símbolo químico Ru. Caracteriza-se por ser um metal de difícil maleabilidade por possuir alto ponto de fusão e ser de consistência dura, de cor branca brilhante, não se oxida com o ar a temperaturas abaixo de 820 Cº, não reagindo nem frio nem a quente com ácidos e bases.

Sendo um metal raro é usado em ligas para decoração em joalherias, sendo endurecedor de platina e paládio e usado para acessórios de resistência elétrica devido a sua alta resistência a temperaturas elevadas, e em ligas dentarias. Sua extração se da através de um complexo processo químico, e a adição de 0,1% de rutênio em uma liga aumenta sua resistência em centenas de vezes.

Bibliografia:
http://nautilus.fis.uc.pt/st2.5/scenes-p/elem/e04430.html
http://www.tabela.oxigenio.com/metais_de_transicao/elemento_quimico_rutenio.htm
Foto: http://www.gfsnet.org/msweb/Elements/Pages/ruthenium.html

Arquivado em: Elementos Químicos