João Cabral de Melo Neto

Graduada em Letras - Literatura e Língua Portuguesa (UNIABEU, 2015)

João Cabral de Melo Neto nasceu em Pernambuco, na cidade de Recife, a 09 de Janeiro de 1920. Foi o segundo filho de Antônio Cabral de Melo e Carmem Carneiro Leão Cabral de Melo.

Em 1930, iniciou o curso primário no Colégio Marista. Era amante do futebol, sendo campeão juvenil pelo time Santa Cruz de Futebol no ano de 1935.

Em 1937, conseguiu seu primeiro emprego, na Associação Comercial de Pernambuco. Trabalhou também posteriormente, no Departamento de Estatística do Estado. Aos 18 anos começa a frequentar a roda literária do Café Lafayette.

Em 1940, viajou, acompanhado de sua família, para o Rio de Janeiro. Conheceu Murilo Mendes, que o apresentou a Carlos Drummond de Andrade e alguns outros intelectuais.

No ano de 1941 participou do Primeiro Congresso de Poesia do Recife, onde apresentou suas “Considerações sobre o Poeta Dormindo”.

Em 1942, João Cabral publicou seu primeiro livro, que se tratava de uma coletânea de poemas chamada “Pedra do Sono”. No mesmo ano viaja para o Rio de Janeiro, onde foi dispensado de sua convocação para servir à Força Expedicionária Brasileira, por motivos de saúde. Permaneceu no Rio, e foi aprovado em concurso e nomeado Assistente de Seleção do Departamento de Administração do Serviço Público.

Após ter sido funcionário do DASP, em 1945, inscreveu-se no concurso para a carreira de diplomata. Neste mesmo ano publicou o livro “O Engenheiro”. Deste ponto em diante inicia uma jornada, em 1947, por diversos países, mudando-se para várias cidades do mundo.

Em 1950, publicou o poema “O Cão Sem Plumas”, e depois disso passa a escrever sobre temas sociais.

Em 1956, escreveu o poema “Morte e Vida Severina”, sendo este o maior responsável por sua popularidade.

Eleito membro da Academia Brasileira de Letras em 15 de agosto de 1968, tomou posse em 6 de maio de 1969. Em 1984, foi designado cônsul-geral na cidade do Porto, em Portugal, retornando ao Rio de Janeiro em 1987.

João Cabral de Melo Neto faleceu, vítima de um ataque cardíaco, em 09 de outubro de 1999, no Rio de Janeiro.

Principais obras:

  • Pedra do Sono
  • O Rio
  • Morte e Vida Severina
  • Psicologia da Composição
  • Agrestes

Arquivado em: Biografias, Escritores