Virginia Woolf

Graduada em Letras - Literatura e Língua Portuguesa (UNIABEU, 2015)

Nascida a 25 de Janeiro de 1882, no bairro londrino de Kensington, Virginia Stephen (nome de solteira) passou a infância numa mansão com os três irmãos, e tratada por sete criados.

Virginia começa a escrever muito cedo, e com nove anos produz para uso da família, um jornal a que dá o título de Hyde Park Gate News. Dedicou-se a essa atividade por toda a sua vida.

Além de romances, escreveu contos e muitas resenhas e ensaios críticos, distribuídos por diversas publicações periódicas.

Depois do falecimento de sua mãe, em 1895, Virginia teve seu primeiro colapso nervoso, que seria o precursor de várias perturbações psicológicas que a acompanhariam durante sua vida (inclusive transcrevendo-as para uma de suas obras, Mrs Dalloway).

Entre 1905 e 1907, lecionou redação e história em uma instituição de ensino noturno destinada à pessoas da classe operária. Em 1910 trabalha endereçando envelopes para a campanha em favor do voto feminino. Virginia foi, durante toda a vida, defensora da emancipação feminina, registrando suas ideias a respeito do assunto em dois livros de ensaios: A Room of One’s Own (Um quarto só seu) e Three Guineas (Três guinéus).

Em 1907 começou a trabalhar em seu primeiro romance, The Voyage Out (A Viagem), que só foi efetivamente publicado em 1915.

Em 1912 casou-se com Leonard Woolf, que acabara de chegar do Ceilão (que hoje é o Sri Lanka), onde trabalhou como funcionário da administração colonial.

Permaneceu casada com Leonard por toda a vida, e em 1917 funda com sua ajuda uma editora a Hogarth Press, que a partir de então passou a editar os livros do casal e muitos outros títulos importantes, incluindo a tradução britânica da obra de Freud.

Passa por inúmeras fases criativas, mesmo em meio a suas constantes perturbações, publicando inúmeras obras.

Em Outubro de 1928 Virginia deu conferências nas duas únicas faculdades da Universidade de Cambridge dedicadas à educação feminina (Newnham e Girton), que estão na essência de seu livro A Room of One’s Own, de 1929. Este livro trata da discriminação da mulher na sociedade e na literatura.

Em 1932 começou a escrever o último romance que publicou em vida, The Years (Os anos).

Os problemas de saúde de Virginia se agravaram de forma exponencial, e em 27 de Março de 1941 o casal viajou para outra cidade, a fim de conseguir uma consulta médica.

No dia 28 Virginia sai de casa, deixando um bilhete para o marido.

No dia 18 de Abril seu corpo foi encontrado por algumas crianças, à beira do Rio Ouse. Estava com cinquenta e nove anos. No dia 21 de Abril realizou-se a cerimônia de cremação do corpo de Virginia Woolf, sendo o único a estar presente seu eterno companheiro Leonard Woolf, com quem viveu feliz por tantos anos quanto lhe foi possível.

Principais obras:

  • A arte da brevidade
  • Flush
  • Orlando: Uma biografia
  • O sol e o peixe
  • Mrs Dalloway
  • Ao farol

Referências bibliográficas:

Portal da Literatura. https://www.portaldaliteratura.com/autores.php?autor=688

Grupo Autêntica. https://grupoautentica.com.br/autentica/autor/virginia-woolf/891

Arquivado em: Biografias, Escritores