Broadway

A  Broadway, além de ser praticamente a avenida mais importante de Nova Iorque, metrópole vital dos Estados Unidos, é considerada pelos habitantes desta cidade o seu maior ícone. Seu nome indica um pouco de sua topografia, pois significa, na língua inglesa, ‘via larga’.

Broadway, 1920. Foto: American Studio, N.Y. [Public domain], via Wikimedia Commons

Broadway, 1920. Foto: American Studio, N.Y. [Public domain], via Wikimedia Commons

Este marco geográfico escapou do Commissioner’s Plan de 1811 – projeto urbanístico empreendido em Nova Iorque neste período -, uma vez que sua criação é anterior a este Plano. Desta forma ela não se submete ao formato ortogonal conferido a esta metrópole.

A Broadway é célebre por seus estabelecimentos teatrais, que tornaram famosos diversos musicais neles encenados, muitos dos quais permaneceram em exibição ao longo de vários anos. Mas, historicamente, pode-se dizer que, há pelo menos 15 anos atrás, esta era uma avenida normal, com alguns teatros, muitos delinquentes e viciados frequentando suas esquinas.

Depois de uma profunda transformação em seu cenário, com a renovação dos seus mais de cinco mil teatros, dispostos ao longo de 30 km desta via, ela conquistou o status que remanesce até nossos dias, o de um dos mais consideráveis núcleos artísticos e econômicos de Manhattan.

A avenida cruza a Times Square, célebre ponto de convergência das principais vias de Nova Iorque, configurando o importante roteiro cultural conhecido como o Circuito Broadway. Nele se notabilizou o estilo batizado de teatro musical, ou seja, peças normalmente encenadas em estabelecimentos criados para esse fim, sendo um dos mais famosos o Broadway Theatre.

O Teatro Broadway já foi até mesmo personagem de produções cinematográficas, como, por exemplo, King Kong. Ele é um dos mais notáveis neste campo, no interior da cultura inglesa, figurando ao lado do West End, de Londres. Nele se apresentam os melhores profissionais e as representações teatrais mais importantes.

Os Shows da Broadway consistem em espetáculos comerciais de grande porte, criados justamente para agradar o gosto popular. Aliás, é a avaliação deste, somada à dos críticos, que determina quanto tempo uma determinada peça continuará ocupando os palcos desta região. Basicamente estas produções unem música, dança, teatro convencional e recitação de textos dramatúrgicos.

Muitos destes musicais contaram com a presença histórica de compositores do porte de George Gershwin, Cole Porter, Richard Rodgers, Irving Berlin, Jerome Kern, Noel Coward, Leonard Bernstein, entre outros. Vários destes espetáculos tornaram-se clássicos da história do teatro musical, tais como Les Miserables, Cats, West Side Story, The Sound of Music, My Fair Lady, Jesus Cristo Superstar, e outros mais, alguns deles levados às telas dos cinemas.

Atualmente vários sucessos cinematográficos se transformaram em musicais, um sinal dos novos tempos. Entre eles estão A Cor Púrpura, A Bela e a Fera e O Rei Leão.

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Broadway
http://blog.uncovering.org/archives/2007/07/os_musicais_da.html
http://www.blogers.com.br/broadway-o-simbolo-de-nova-york/
http://pt.wikipedia.org/wiki/Teatro_Broadway
http://pt.wikipedia.org/wiki/Times_Square

Arquivado em: Estados Unidos