Teste SNK (Student-Newman-Keuls)

Este teste “a posteriori”, procura contornar os inconvenientes do teste t de Student, quando mais de dois tratamentos estão envolvidos no experimento. O teste SNK (Student-Newman-Keuls) procura ajustar o valor de t de acordo com as distâncias entre as médias ordenadas dos tratamentos.

Em uma relação decrescente de t médias, duas delas (x1 e x2) apresentarão significância se o valor calculado em módulo para tsnk for maior ou igual ao valor tabelado para o nível de significância α com GL (graus de liberdade) para resíduo e uma distância i entre as médias i = p + 2 (sendo p = número de médias existente entre as duas médias comparadas na relação decrescente).

Supondo Média1 – Média2 = 0 e tsnk = q(i;gl), a expressão acima pode ser descrita como:

Ex. QMres. = 77,68, GLres. = 15 e α = 0,05.

Média dos tratamentos

Tratamento Médias (*)
B 41a
A 38a
E 33a
C 25a
D 24a

* Médias seguidas de mesma letra não diferem estatisticamente pelo teste SNK no nível de 5% de significância.

O teste SNK é mais rigoroso, apresenta menor diferença entre as médias do que o teste t de Student.

Arquivado em: Estatística