Prensa hidráulica

Doutorado em Física (UFJF, 2019)
Mestrado em Física (UFJF, 2015)
Graduado em Bacharelado em Física (UFJF, 2015)
Graduado em Licenciatura em Física (UFJF, 2013)

A prensa hidráulica é uma espécie de máquina desenvolvida pelo homem. É baseada no princípio de Pascal da Hidrostática. A prensa hidráulica teve uma importância muito grande na revolução industrial e também para o desenvolvimento da atual sociedade tecnológica.

O princípio de Pascal diz que o acréscimo de pressão exercida em ponto qualquer dentro de um líquido ideal em equilíbrio se transmite integralmente a todos os pontos contidos no líquido e às paredes do recipiente que o contém.

Considere dois êmbolos com áreas respectivamente iguais a A1 e A2 (sendo A1 < A2), interligados entre si por meio de um tubo contendo um fluido qualquer (esta situação é representada abaixo).

Figura representativa de uma prensa hidráulica. Ilustração: petrroudny43 / Shutterstock.com

Segundo o princípio de Pascal, um acréscimo de pressão no êmbolo menor é transmitido integralmente a todos os pontos contidos no líquido. Isso faz com que o êmbolo maior sofra o mesmo acréscimo de pressão exercido no êmbolo menor. Se a relação entre força, pressão e área são conhecidas então, o acréscimo de pressão no êmbolo menor é igual à do êmbolo maior,

A equação acima gera um resultado muito importante de forma que, as intensidades das forças são diretamente proporcionais as áreas dos êmbolos. Ou seja, se a área do êmbolo menor A1 é cem vezes menor que a área do êmbolo maior A2 a força F1 é cem vezes menor que a força F2. Em outras palavras, através do princípio de Pascal é possível de uma força pequena obter uma força maior. Esse é o princípio do funcionamento de macacos hidráulicos, freios hidráulicos, direção hidráulica e muitos outros sistemas.

Referências:

BONJORNO, José Roberto; BONJORNO, Regina Azenha; BONJORNO, Valter; CLINTON, Márcico Ramos. Física História & Cotidiano. São Paulo: Editora FTD, 2004, volume único.

HEWITT, Paul G. Física Conceitual. Porto Alegre: Editora: Bookman, 2011, 11ª. ed. v. único.