Efeito Tyndall

John Tyndall, através de uma de suas experiências corriqueiras, notou um espalhamento de um feixe de luz em um meio material que continha minúsculas partículas em suspensão. Nesta experiência, John Tyndall observando que um feixe luminoso entrando em uma sala pela janela se tornava visível, notou que isto ocorria devido a presença de poeira na sala.

Desde então este procedimento de identificar partículas em suspensão é utilizado para diferenciar os colóides (pequenas partículas finas e insolúveis) de soluções denominadas verdadeiras (soluções de fácil cristalização, como por exemplo: o açúcar e o sal de cozinha).

Efeito Tyndall em dois recipientes

Analisando a figura acima, nota-se o Efeito Tyndall no recipiente de conteúdo vermelho, pois este recipiente contém líquido composto de partículas colóides.

Efeito Tyndall pela manhã

Pode-se observar o Efeito Tyndall, nas primeiras horas da manhã, em um dia de intenso nevoeiro. Neste caso, as gotículas de água tem a função de partículas colóides, ou seja, dispersam o feixe de luz proveniente do sol.

Arquivado em: Físico-química