UNESCO

Mestra em Geografia (Unicamp, 2017)
Bacharela em Geografia (USP, 2014)
Licenciada em Geografia (UEL, 2009)

A UNESCO, Organização para a Educação, a Ciência e a Cultura, é uma organização das Nações Unidas que busca promover a paz mundial por meio da educação, cultura e ciência. A sigla UNESCO corresponde ao nome em inglês da organização: United Nations Educational, Scientific and Cultural Organization.

História da UNESCO

A discussão a respeito da necessidade de ser criada uma organização voltada para a promoção da educação, da cultura e da ciência como forma de promoção da paz mundial começou a ser formulada durante a Segunda Guerra Mundial.

Em 1942, foi realizada em Londres a Conferência dos Ministros da Educação dos países aliados (CAME – Conference of Allies Ministers of Education). Durante a conferência, que buscava formas de reconstrução dos sistemas de ensino dos países aliados no pós-guerra, os ministros abordaram a importância de uma mobilização internacional para a consolidação de uma educação e ciência voltadas para a promoção da cultura de paz e tolerância. Como resultado, a CAME encaminhou à Liga das Nações uma proposta de formação de um organismo internacional de educação.

Ao término da Segunda Guerra Mundial, com a dissolução da Liga das Nações e a formação da ONU, em 1945 foi convocada a Conferência das Nações Unidas para o Estabelecimento de uma Organização Educacional e Cultural (ECO / CONF), que deu origem à UNESCO.

Sede da UNESCO em Paris, na França. Foto: Novikov Aleksey / Shutterstock.com

Objetivos da UNESCO

O trabalho da UNESCO se baseia na ideia de que acordos políticos e o desenvolvimento econômico não são suficientes para a garantia da paz mundial. Para que a paz ocorra é necessário que os Estados invistam em uma educação voltada para o diálogo e para a tolerância.

Para atingir esse objetivo, a UNESCO busca promover o acesso igualitário à educação em seus países-membros. No âmbito cultural, a organização defende o patrimônio histórico e a memória coletiva, como forma de defesa do direito ao acesso à cultura e à informação. Outra importante bandeira da UNESCO, é a promoção da liberdade de expressão como direito fundamental da democracia.

O organismo possui programas espalhados por todo mundo, em especial na África e na América Latina. No Brasil, a UNESCO possui sede em Brasília desde 1972, de onde atua em parceria com o Estado brasileiro para a promoção do acesso universal à educação no país.

Estados-membros da UNESCO

Com sede localizada em Paris, na França, a UNESCO conta com 195 Estados-membros e 8 membros associados. A maior parte dos países-membros da ONU integram a UNESCO, com exceção dos Estados Unidos, Israel e Liechtenstein. Entre os países-membros da UNESCO que não integram a ONU estão as Ilhas Cook, Niue, e o Estado da Palestina.

A Palestina tornou-se membro da UNESCO em 2011 após uma votação onde o a entrada do país foi apoiada por 107 votos e reprovada por apenas 14 votos. Como represália a entrada da Palestina na UNESCO, os Estados Unidos acusaram a organização de ser antissemita e deixaram de integrar os Estados-membros em 2018, seguido por Israel.

Arquivado em: Cultura, Educação, Geografia