Vegetação do Espírito Santo

Graduado em Geografia (UNESP, 2012)
Mestre em Geografia (UNESP, 2016)

O Estado de Espírito Santo apresenta dois tipos de vegetação com característica litorânea. O primeiro tipo é a vegetação mais próxima da costa litorânea, como a restinga e o manguezal. A restinga é uma faixa arenosa litorânea com lagoas costeiras, enquanto o manguezal tem suas terras alagadas e riquíssimo material orgânico no solo.

O segundo tipo presente na região é a vegetação da Mata Atlântica, que tem um conjunto de florestas diversificadas tendo com característica a floresta ombrófila densa.

A vegetação original capixaba está constantemente sendo desmatada e substituída por uma vegetação artificial, como o eucalipto. Chamado de deserto verde, o eucalipto com seu alto valor comercial no setor de fabricação de móveis e de celulose tem atraído empresas para a região.

Ao norte capixaba foi criada a Reserva Natural Vale, entre os municípios de Linhares, Sooretama e Jaguaré, com a intenção de preservar a Mata Atlântica, que é considerada um hotspot (diversidade de espécies com risco de extinção).

Arquivado em: Espírito Santo