Zona Desmilitarizada da Coreia

É chamada de Zona Desmilitarizada (em inglês, DMZ) a região de 5 km de largura que circunda a fronteira entre as duas Coreias (Coreia do Norte, estado socialista e Coreia do Sul, de governo de inspiração capitalista). Tal área foi criada após o armistício de 1953, que "interrompeu" o conflito entre os dois estados coreanos. Na prática, ambos os países continuam ainda em estado de beligerância, ou seja, não foi assinado até hoje qualquer tratado de paz que colocasse fim ao conflito.

A Zona Desmilitarizada da Coreia é constituída por uma cerca elétrica de quatro metros com arame farpado por cima, que se espalha por 280 quilômetros de leste a oeste, seguindo pelos cumes para depois descer até os vales, percorrendo todo o trecho terrestre da península. Mais além, a dois quilômetros, corre a linha de demarcação. De ambos os lados da DMZ estão dispostos bunkers, peças de artilharia e dois exércitos em estado de atenção constante. Uma peculiaridade deste conjunto é a presença de enormes alto-falantes instalados pelo governo da Coreia do Sul em 11 pontos ao longo da Zona Desmilitarizada, e que emitem mensagens conclamando os norte-coreanos a rebelarem-se contra o regime do norte, que por vez ou outra dispara contra os aparelhos tentando silenciá-los.

Um milhão de soldados norte-coreanos e 600 mil militares sul-coreanos (estes últimos ao lado de 28 mil capacetes-azuis das Nações Unidas) vigiam-se separados por uma faixa de terra de quase 4 quilômetros de largura e 250 quilômetros de comprimento. Como as hostilidades entre os inimigos diminuíram muito nos últimos tempos, uma pequena (e segura) parte do território do lado sul-coreano, em Panmunjon, foi aberta à visitação de turistas estrangeiros. O ponto alto da visita turística é a chegada à linha que demarca a fronteira entre os dois países e onde militares de ambos os lados ficam a poucos metros de distância. Não é raro que estejam na mesma sala, dedicada a conferências bilaterais, na qual a mesa central é dividida na mesma linha que continua depois das paredes.

A parte inusitada da existência de um cenário tão tenso na área de fronteira foi que esta acabou servindo como lar de um santuário para a fauna e flora ameaçada em outras regiões dos dois países. Devido às cinco décadas de isolamento os sinais de interferência humana foram se tornando raros, e com isso, fauna e flora prosperaram de forma exuberante. Densas florestas ocupam as encostas das montanhas a leste, enquanto arbustos e grossas gramíneas cobrem as áreas a oeste. Animais em risco de extinção, como o urso tibetano, o leopardo-asiático e o tigre-deamur, passeiam por aquelas terras. Vários pássaros migratórios, como o grou de nuca branca, o grou de coroa vermelha e o colhereiro de cara vermelha, têm bases na zona desmilitarizada. Segundo ambientalistas, a região abriga hoje mais de 1.100 espécies de plantas e mamíferos.

Bibliografia:
Coreia do Norte ameaça destruir alto-falantes de propaganda de Seul. Disponível em <http://noticias.r7.com/internacional/noticias/coreia-do-norte-ameaca-destruir-alto-falantes-de-propaganda-de-seul-20100612.html>. Acesso em: 26 fev. 2012.

Corredor ecológico na divisa entre as duas CoreiasDisponível em <http://www.acaprena.org.br/hp/index.asp?p_codmnu=3&p_codnot=4945>. Acesso em: 26 fev. 2012.

MALLA, Lucia. Na Zona Desmilitarizada (DMZ) . Disponível em <http://umamallapelomundo.blogspot.com/2005/02/na-zona-desmilitarizada-dmz.html>. Acesso em: 26 fev. 2012.

PONS, Philippe; LIN Lana. Na zona desmilitarizada entre as duas Coreias, o menor incidente pode sair de controle. Disponível em <http://noticias.bol.uol.com.br/internacional/2010/05/28/na-zona-desmilitarizada-entre-as-duas-coreias-o-menor-incidente-pode-sair-de-controle.jhtm>. Acesso em: 26 fev. 2012.

ARAIA, Eduardo. O poder de renascer da natureza . Disponível em <http://www.terra.com.br/revistaplaneta/edicoes/434/artigo116405-1.htm>. Acesso em: 26 fev. 2012.

TREVISAN, Claudia. Fronteira desmilitarizada coreana atrai turistas . Disponível em <http://www.estadao.com.br/noticias/internacional,fronteira-desmilitarizada-coreana-atrai-turistas,381551,0.htm>. Acesso em: 26 fev. 2012.

Mapa: http://dmz-korea.net/maps.html

Arquivado em: Ásia