A Dessegregação racial nas Forças Armadas dos EUA

Durante a Segunda Guerra Mundial, afro-americanos lutaram pelas forças armadas, para alcançar o que o Presidente Roosevelt chamou de "as quatro liberdades humanas essenciais", mas domesticamente, os afro-americanos enfrentavam uma forte segregação racial, com alta taxa de violência, além de serem impedidos de votar. Quando os americanos, e o resto do mundo, descobriram toda a extensão dos planos genocidas da Alemanha Nazista contra os judeus, os americanos brancos se tornaram mais dispostos a observar melhor o racismo no seu próprio país. Enquanto isso, veteranos negros, daquela mesma guerra, decidiram extirpar a injustiça racial nos Estados Unidos. Foi nesse contexto que a dessegregação das forças armadas aconteceu, em 1948.


Depois do fim da guerra, o Presidente Harry Truman colocou os Direitos Civis em alta na sua plataforma política. Enquanto muitos americanos sofriam com as revelações sobre o Holocausto Nazista, Truman já estava se concentrando com um conflito quase certo contra a União Soviética. De fato, se os Estados Unidos iriam querer convencer as outras nações do mundo a se aliarem às democracias do ocidente, em particular à dos Estados Unidos, rejeitando o socialismo, então o país precisaria se livrar do racismo além de praticar realmente os ideias de liberdade.

Curiosamente, essas mudanças nos direitos civis seriam encabeçadas por um presidente nascido no estado do Missouri, onde o as práticas de racismos estavam fortemente entrelaçadas nas comunidades locais. De fato, os próprios antecessores de Truman tiveram escravos. Ele nascera em 1884, e seria natural ele ter se tornado um racista, sob influência da cultura solista e racista. Ele passou sues primeiros anos na cidade de Independence, uma cidade fortemente racista. Praticamente, todos os afro-americanos daquela cidade tinham sido, ou era filhos de escravos. Durante sua juventude ele seguiu a cultura do estado, incomodando-se tanto com a presença de negros quanto com a dos asiáticos no país, além dos judeus e italianos. Logo quando se envolveu com a política, ele fez o que todos esperariam dele, se filiou ao Ku Klux Klan.

A mentalidade de Harry Truman só viria a ser modificada após a Segunda Guerra, já presidente, devido às tensões com o oriente. O líder e ativista afro-americano Philip Randolph disse a Truman que se ele não acabasse com a segregação nas forças armadas, então os afro-americanos se recusariam a servir às forças armadas. Desejando o apoio político da população afro-americana, além de melhorar a reputação americana internacionalmente, Truman decidiu dessegregar as forças armadas. Como ele imaginava que o Congresso jamais deixaria passar uma lei que sancionasse esse desejo, Truman criou uma ordem executiva que colocaria fim à segregação militar. A Ordem Executiva 9981, assinada em 26 de Julho de 1948, proibiu a discriminação contra militares por causa de raça, religião, cor ou origem nacional. O texto da ordem dizia:

"Declara-se por este meio para ser a política do presidente que haverá uma igualdade de tratamento e de oportunidade para todas as pessoas nos forças armadas sem consideração à raça, à cor, à religião ou à origem nacional. Esta política será posta em efeito o mais rápido possível, tendo a consideração devida ao tempo requerido para efetuar todas as mudanças necessárias sem danificar a eficiência ou a moral das tropas".

A ordem estabeleceu também um comitê para investigar e fazer recomendações à liderança civil das forças armadas implementar a nova política. O último do tudo preto as unidades nas forças armadas unidas dos estados abolished dentro . Quinze anos após a ordem de Truman, sobre , Robert S. McNamara ordens emitidas que proíbem tudo discriminação racial nas facilidades usadas por soldados, dentro ou aproxime bases militares. A ordem também eliminou Montford Point, um campo de treinamento segregador, que se tornaria apenas uma instalação-satélite do Camp Lejeune. A última unidade militar formada apenas por negros foi abolida em Setembro de 1954. Kenneth Claiborne Royall, Secretário da Defesa, foi forçado a aposentar-se em 1949 com se recusar a dessegregar o exército, mesmo já após quase um ano à ordem do Presidente Truman.

A dessegregação das forças armadas foi uma grandiosa vitória dos afro-americanos. Apesar de sofrer muita resistência dos brancos, e do racismo ter continuado a existir nas instalações militares, a Ordem Executiva 9981 foi o primeiro grande golpe contra a segregação, dando esperança aos ativistas afro-americanos de quê uma mudança maior era possível.

Fontes:
http://www.trumanlibrary.org/whistlestop/study_collections/desegregation/large/index.php
http://www.historylearningsite.co.uk/Harry_Truman_civil_rights.htm
http://en.wikipedia.org/wiki/Harry_S._Truman
http://www.wwnorton.com/college/history/ralph/workbook/ralprs36b.htm