A invasão dos Hicsos no Egito Antigo

Em certo periodo da História Egípcia, houve uma grande disputa política entre o Faraó e a elite religosa e administrativa do Egito. Dessa maneira ambas as parte entraram em desacordo e assim membros da elite que estavam interessados em bater de frente com o faraó, permitiram que alguns povos estrangeiros adentrassem o territorio egípcio.

Foi nesse contexto que os Hicsos, povo de origem asiática, ocuparam a região norte do Egito, bem próximo ao delta do Rio Nilo, em busca de alimentos, pois de acordo com certos historiadores o território que habitavam estava passando por uma rigorosa seca.

Dessa maneira, a invasão foi feita com um único objetivo, encontrar terras férteis para o cultivo agrícola, algo que na região egípcia era completamente viável por conta do Rio Nilo.

Outros são os motivos discutíveis que favoreceram essa invasão como o atraso militar que o Egito estava inserido em relação a outros povos fronteiriços. Por exemplo, a civilização faraônica possuía apenas infantaria a pé,  não dispunham de cavalos em seu exército.

Recapitulando, enquanto o Egito estava nessa briga politica entre faraós e a elite da sociedade, os Hicsos estavam se desenvolvendo economicamente, socialmente e militarmente, se equipando com armas bastante resistentes e cavalos de guerra. Assim, quando efetuaram a invasão, não encontraram muitas dificuldades em ali se fixar.

Essa relação entre Hicsos e Egipcios, habitando o mesmo territorio, se deu até de maneira “pacífica”. Ambas sociedades tinham uma boa relação uma com a outra, até que as brigas começaram a acontecer.

De acordo com alguns relatos em documentos da época, essa relação começou a ficar desgastada a partir do momento que os governantes Hicsos começaram a estender o seu poder pelo território e mesmo assim adoravam e mantinham algumas tradições e costumes egípcios. Dizem que o seu erro está justamente ai. A partir do momento em que se conquista um território e não impõe a sua cultura a esses povos conquistados, dando-lhes liberdade para cultuar alguns costumes da sua cultura original, pode ser muito perigoso, pois os dominados não conseguem se desligar das suas origens e dessa maneira podem usar isso como motivo de futuras revoltas contra o seu atual dominio.

Já por parte dos Egipcios, assim como qualquer estado que perde algum territorio, nasce um sentimento de inconformação com aquilo, e dessa maneira querer de volta a anexação de tais territorios acaba sendo inevitável.

Para recuperar essa unidade politica o Imperio Egípcio teve que entrar em duas batalhas. Os Hicsos não eram seus unicos desafetos na região. Ao norte, uma batalha foi travada contra os mesmos, e ao sul a batalha foi contra um outro povo, os núbios, que estavam também a favor dos Hicsos.

O estado Egípcio acaba saindo vitorioso de tais batalhas recuperando seus territorios e a partir disso consolidando ainda mais o Império Egipcio.

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Hicsos
http://www.historiamais.com/egito.htm
http://www.infopedia.pt/$hicsos