Genocídio cambojano

Mestra em História (UFRJ, 2018)
Graduada em História (UFRJ, 2016)

O termo genocídio cambojano costuma se relacionar aos eventos perpetrados entre 1975 e 1979 pelo Khmer Vermelho – como era informalmente conhecido o Partido Comunista da Camboja – durante a liderança de Pol Pot.

Antecedentes

Junto com Laos e Vietnã, Camboja foi uma colônia francesa durante a parte mais recente de sua história, estando inserida em um conjunto geográfico peninsular maior denominado Indochina. Durante a Segunda Guerra Mundial, o enfraquecimento da França proporcionou a invasão japonesa na península. Grupos nacionalistas da Indochina se organizaram para resistir ao invasor, resistência esta que se estendeu aos franceses quando estes tentaram retomar a Indochina após o fim do conflito mundial. A Guerra da Indochina, como ficaria conhecida, foi a primeira contenda pela descolonização a ocorrer, e se estenderia até 1954, quando a França teve que renunciar às suas possessões e nasceram três novos estados no Sudeste Asiático.

Mapa da Indochina. Fonte: CIA

Nos anos seguintes, Camboja seria envolvida na dinâmica da Guerra Fria por meio da presença de vietcongues em seu território e a subsequente intervenção dos norte-americanos na península. Na década de 1970, o asilo concedido pelo Camboja aos civis fugindo da guerra no Vietnã transformou-se na derrubada do governo pelos EUA, que colocou um militar no poder. A luta que se seguiu, que pode ter provocado até 300.000 mortes, opôs os norte-americanos a principal resistência local, o Khmer Vermelho, que ganhou paulatinamente cada vez mais popularidade até ser capaz de ocupar a capital, em 1975.

Inspirado pelo comunismo chinês (o maoísmo), o Khmer Vermelho era liderado por Pol Pot, que assumiu o poder de maneira tirânica. Nascido como Saloth Sar em uma família de produtores de arroz, ele teve seu primeiro contato com o marxismo ao estudar na França, após o qual ingressou no Khmer Vermelho. Na década de 1960, ele assumiu a liderança do partido, procurando desde então tomar o poder para tornar realidade no Camboja um modelo de comunismo agrário.

Pol Pot

Como ocorreu

Quando ocupou a capital, o Khmer Vermelho iniciou a preparação do chamado Ano 0, convencendo a população a abandonar as cidades devido à um futuro bombardeio por parte dos EUA e se mudar para fazendas coletivas. Sem acesso a dinheiro, linhas telefônicas, hospitais, escolas ou mesmo religiões, centenas de milhares de pessoas participaram de extensas marchas até as fazendas, onde seriam subitamente informadas que agora estavam em um novo Camboja, onde posses caras ou luxos não eram necessárias. A partir de então, eles seriam forçadas pelos oficiais comunistas a viver como camponeses, plantando sua própria comida e vivendo dos frutos de seu trabalho. Até nomes pessoais foram descartados.

A falta de experiência de uma população urbana no trato com a terra rapidamente levou à fome massiva, que foi piorada ainda mais pelo limite estabelecido de apenas um prato de comida por dia – a ser ingerida com auxílio de uma colher, porque garfos poderiam ser usados como armas contra os oficiais. Quem desobedecesse às regras ou fugisse estava sujeito à execução sumária, que também poderia ocorrer contra quem desafiasse o regime de qualquer forma, mesmo apenas parecendo muito inteligente. Ao total, aproximadamente 1,5 milhão de pessoas morreram durante o governo de Pol Pot.

Invasão pelo Vietnã e fuga de Pol Pot

Ao final de 1978, o Vietnã – que era regido pelo comunismo leninista - invadiu o Camboja maoísta em resposta a um massacre feito por forças cambojanas em aldeias vietnamitas. Logo no início do ano seguinte, já estavam na capital, depondo o Khmer Vermelho e estabelecendo um governo leninista no poder no Camboja. Pol Pot e outros oficiais fugiram para as florestas localizadas na fronteira com a Tailândia, continuando a lutar por décadas. Em 1998, Pol Pot faleceu, ou por vítima de um ataque cardíaco ou por suicídio, sem jamais ter passado por um julgamento pelos eventos ocorridos durante seu governo.

Bibliografia:

https://declaracao1948.com.br/2018/10/08/o-genocidio-no-camboja/

https://www.historiadomundo.com.br/idade-contemporanea/pol-pot-tirano-cambojano.htm

https://aventurasnahistoria.uol.com.br/noticias/reportagem/historia-khmer-vermelho-massacre-genocidio-camboja.phtml

https://internacional.estadao.com.br/noticias/nytiw,o-que-permanece-depois-do-genocidio-cambojano,70002634378

https://www.gazetadopovo.com.br/ideias/os-horrores-do-genocidio-de-camboja-relatados-por-dois-sobreviventes-dxw73bsukg4bwiyrbloxx3efl/

Arquivado em: História da Ásia