Abelha

Graduada em Ciências Biológicas (UNESP, 2001)
Mestre em Agronomia (UNESP, 2005)
Especialização em Gestão Ambiental (Anhanguera, 2010)

Ouça este artigo:

As abelhas pertencem ao Filo Artrópode, Classe Insecta, Ordem Himenóptera, Família Apoidea. São insetos sociais, ou seja, os indivíduos da espécie vivem juntos em colmeias e tem divisão de tarefas dentro dela. Apresentam heteromorfismo, há diferenças morfológicas relacionadas à função que desempenham dentro da colmeia.

Apresentam três tipos morfológicos: Rainha, Operárias e Zangão.

Rainha

A função da rainha na colmeia é reprodutiva, ela passa a vida na colmeia colocando ovos que se transformarão nas futuras abelhas operárias, zangões ou novas rainhas. A abelha que é escolhida para ser rainha é alimentada a vida toda com geleia real, um tipo especial de alimento produzido na colmeia que nutre e possibilita a rainha a fertilidade para produzir óvulos e colocar os ovos. Quando a futura rainha atinge a “adolescência” sai para o voo nupcial, encontra-se com o zangão e copula. Após a cópula retorna à colmeia e começa a postura de ovos.

Abelha rainha, no centro, é maior que as outras abelhas. Foto: Jaroslav Moravcik / Shutterstock.com

Zangão

Assim como a abelha rainha, a função do zangão (que é o macho) é reprodutiva. Ele realiza o voo nupcial, fecunda a abelha rainha e em algumas espécies, morre após a cópula ou é abandonado pela colônia de abelhas por não ter mais “utilidade”.

Operárias

São abelhas estéreis que executam funções diversas dentro da colmeia. Algumas são responsáveis pela alimentação da rainha, larvas e zangão. Outras cuidam para que a estrutura da colmeia seja mantida fazendo reparos nas células, limpando a colmeia e construindo novas células para guardar mel ou abrigar os ovos postos pela rainha. Além das funções internas, as operárias guardam a entrada da colmeia e outras saem para visitar as flores de plantas onde procuram néctar e pólen.

Abelha operária coletando pólen de uma flor. Foto: Jack Hong / Shutterstock.com

O que produzem as abelhas?

Com o néctar e o pólen coletado nas flores, as abelhas operárias produzem o mel, cera, própolis e geleia real.

O mel é um tipo de açúcar com alto valor energético que serve de alimento para as abelhas. Dependendo da espécie de néctar coletado nas flores, o mel apresentará uma constituição diferente, assim, temos mel de flor de laranjeira, silvestre, etc. Algumas abelhas tem capacidade de produzir grande quantidade de mel como a abelha Apis melífera, conhecida como abelha africana. Outras produzem pequenas quantidades, como a abelha jataí (Tetragonista angustula), porém seu mel é muito valorizado pelo sabor.

Outro produto das abelhas é a cera. Ela é produzida com a mistura do pólen com néctar ou pólen e mel e utilizada na construção das células da colmeia. Tem propriedades anti-inflamatórias e cicatrizantes, por isso é utilizada na medicina natural pelo homem.

O própolis é produzido a partir da ação de enzimas das abelhas operárias com a modificação de ceras e também a partir de resinas das plantas. Sua função é de proteger a colmeia de micro-organismos como vírus, bactérias e também insetos invasores. Ele está presente geralmente na entrada da colmeia e tem uma função desinfetante. Quando as abelhas operárias passam pela entrada da colmeia são desinfetadas pela ação do própolis.

Como informado, as abelhas que se tornarão rainhas da colmeia e as larvas, recebem um tipo especial de alimentação, a geleia real. É uma substancia gelatinosa, com propriedades regenerativas, produzida por glândulas hipofaríngeas que as abelhas jovens produzem.

Colmeia. Foto: StockMediaSeller / Shutterstock.com

Ecologia

As abelhas tem uma função importante na reprodução das plantas realizando a polinização. No momento em que visitam as flores à procura de néctar e pólen, o mesmo gruda em seus pelos e quando elas visitam novas flores esse pólen acaba caindo na entrada do gineceu (órgão reprodutivo feminino da flor) e encontra o óvulo, promovendo a fecundação. Muitas espécies de plantas simplesmente não existiriam sem a presença das abelhas.

Arquivado em: Insetos