Gado Tabapuã

A raça Tabapuã originou-se no Brasil, no estado de São Paulo, do cruzamento de um bezerro Zebu-Mocho, filho de uma vaca Nelore de chifres “banana” com animais Nelore, Gir e Guzerá. Atualmente, esta raça é criada em outros estados brasileiros, além de São Paulo, como: Bahia, Minas Gerais, Goiás, Rio de janeiro e Mato Grosso.

Características raciais

Os animais desta raça são de grande porte. Sua pelagem é de coloração branca ou cinza, com variações de tonalidade; os pêlos são fino, curtos e sedosos; a pele é preta, fina, oleosa e flexível.

A cabeça é de comprimento e largura médios, em forma de ogiva, oval ou circular, sendo mais curta nos machos e mais comprida nas fêmeas; o perfil é subconvexo ou retilíneo; formando nos machos uma leve convexidade entre os olhos e a marrafa; a fronte é relativamente larga nos machos e mais estreita nas fêmeas; chanfro é reto, curto e largo, sendo que nas fêmeas é mais alongado; os olhos possuem coloração negra, com órbitas ligeiramente salientes e cílios pretos; esta é uma raça mocha, portanto não possui chifres; as orelhas são de tamanho mediano, relativamente largas, um pouco voltadas para a face e, com leve reentrância na extremidade do bordo inferior; o espelho nasal é completamente preto, as narinas são dilatadas.

O pescoço é musculoso nos machos e mais delicado e comprido nas fêmeas; a barbela se inicia no maxilar inferior e acaba no umbigo, sendo bem desenvolvida, solta e pregueada.

Possui constituição robusta, com um corpo amplo e comprido; o peito é saliente, largo e profundo; a giba (cupim) é bem desenvolvida e firme, possuindo formato de castanha de caju, localizada sobre a cernelha, nas fêmeas é menor e possui formato mais arredondado; o dorso e lombo são longos, compridos, retos e com boa cobertura muscular, estendendo-se da cernelha até a garupa; as costelas são compridas, bem arqueadas, largas e afastadas entre si; os espaços intercostais possuem uma boa cobertura muscular e não possuem depressão atrás das espáduas; os flancos são cheios e o ventre é cilíndrico; o umbigo possui tamanho médio ou reduzido; as ancas são cheias e largas; a garupa é comprida, larga e tende para a horizontal; a cauda da vassoura é bem inserida, fina e possui comprimento médio, com vassoura preta;

Os membros anteriores são curtos e com bons aprumos; os membros posteriores possuem coxas e pernas com musculatura bem desenvolvida; culote musculoso e bem descido, as extremidades são curtas e bem aprumadas; os cascos são escuros e bem conformados; a bainha é média e voltada para frente; o prepúcio é médio e firme; a bolsa escrotal possui tamanho médio e os testículos são simétricos; a vulva é normal; o úbere possui desenvolvimento médio, com tetos bem separados entre si. Possui temperamento vivo e manso, sendo muito semelhante ao do Brahman.

Aptidão

Esta raça destaca-se pela mansidão, boa produção leiteira, fertilidade, boa qualidade da carne e adaptabilidade à várias regiões. No entanto, sua criação é voltada para corte, pois possui características muito favoráveis para esta finalidade. É também muito usada nos cruzamentos com outras raças, gerando animais rústicos e de boa produtividade.

Características indesejáveis da raça:

  • Cabeça extremamente pesada;
  • Perfil convexo ou côncavo;
  • Crista exagerada na fronte em machos;
  • Chanfro acarneirado ou torto;
  • Olhos com exoftalmia e cílios brancos;
  • Linha de marrafa horizontal;
  • Orelhas excessivamente grandes ou curtas;
  • Lábio leporino;
  • Barbela reduzida;
  • Peito pouco profundo;
  • Giba tombada para um dos lados;
  • Dorso deprimido e costelas pouco arqueadas;
  • Umbigo muito grande e penduloso;
  • Ancas e garupa excessivamente estreitas e caídas;
  • Vassoura da cauda despigmentada;
  • Defeitos de aprumos;
  • Cascos rajados ou totalmente brancos;
  • Prepúcio relaxado e penduloso;
  • Vulva atrofiada;
  • Pelagem de coloração pintada de amarelo ou vermelho.

Fontes:
http://www.foa.unesp.br/pesquisa/centros_e_nucleos/zootecnia/informacoes_tecnicas/bovinocultura/Ra%C3%A7as%20Zebuinas.pdf.
http://www.tabapua.org.br/padrao.htm
http://www.zebuparaomundo.com/zebu/index.php?option=com_content&task=view&id=847&Itemid=46

Arquivado em: Mamíferos, Pecuária