Agenda política

Sempre abrir.

Agenda política consiste na seleção de temáticas a serem atendidas pelos políticos durante um mandato. Além disso, a definição destes temas está atrelada a um processo de prioridades. Por exemplo, durante certo período, os atores políticos podem prezar por segmentos como relações exteriores, educação, saúde e economia. Conforme o contexto social altera-se, a importância pode variar para outras áreas, sempre seguindo o que for crucial no momento ou até mesmo paralelamente ao fluxo de um plano de longo prazo. Para identificar qual a agenda política de determinado governo, deve-se seguir as ações dos partidos e parlamentos.

Em uma concepção voltada ao pluripartidarismo, a agenda política consiste em um conjunto de estratégias e assuntos a ser realizado por meio de blocos ideológicos e políticos. Fora isso, trata-se também do tom utilizado sobre certos temas, o qual será escolhido para a interlocução do governo em seus direcionamentos aos grupos midiáticos, cidadãos e na política externa. Assim, os governantes determinam de que forma irão influir nos assuntos da realpolitik do presente e futuro.

A formação de uma agenda política está atrelada às questões principais levantadas pelos militantes que alicerçam o governo, além de se pautar nos temas debatidos durante conferências e reuniões entre atores políticos. Outros grupos que podem influenciar este tipo de agenda são as organizações não governamentais (ONGs), os think-tanks, personalidades com forte influência na sociedade, entre outras figuras que de certa forma tenham a capacidade de atuar enfaticamente na opinião pública. Os meios de comunicação, por sua vez, de acordo com a forma que fazem a cobertura dos acontecimentos políticos, são o termômetro da situação da agenda.

Manifestações públicas da sociedade são capazes de alterar a agenda política dos mandatários. Foto: Ink Drop / Shutterstock.com

A influência da mídia e sua relação com a agenda política pode ser verificada em momentos de corrida eleitoral. Geralmente, durante a ocorrência das preliminares à votação, os partidos políticos buscam pautas em paralelo aos grandes interesses destas corporações midiáticas e, desta forma, conseguem obter destaque. Além disso, utilizam-se do largo alcance da mídia – incluindo neste ponto a ênfase das mídias sociais do século XXI – para se aproximarem da população demonstrando preocupação com temas cruciais para o povo como segurança pública e alimentar, empregabilidade, educação e saúde.

Assim, agenda política configura-se em seu sentido mais pleno como uma forma que um governo encontra para se organizar. O próprio termo “agenda” significa “compromissos a serem cumpridos por alguém” (Michaelis). Assim, este tipo de programação passa a ser dividido entre ações de alta prioridade, urgentes, além das questões com as quais se tem a maleabilidade para novo agendamento, exclusão ou prorrogação. Dentro deste aspecto, talvez a maior dificuldade encontrada em uma agenda política sejam os imprevistos e de que maneira agir em sua resolução a partir do nível de capacitação dos membros que formam o governo.

Fluxo político

Dentro das divisões de uma agenda política, o fluxo político consiste no momento em que acontecem as decisões a respeito do que será ou não considerado na agenda. Estas decisões sofrem influência da visão ideológica dos membros dos partidos, da visão e necessidades da população, além do arcabouço econômico, político, social e histórico aos quais a pauta pode vir a inferir.

Fluxo de alternativas

Esta fase da agenda política refere-se às ferramentas e soluções com as quais se poderá resolver problemas ou questões que surjam na agenda sem um planejamento prévio. Este processo está atrelado a grupos sociais que apresentam interesse em questões deste caráter e passam a agir de forma participativa para a resolução. Estes agentes geralmente estão incutidos em áreas como funcionalismo público, universidades, sindicatos ou associações especializadas.

Fluxo de problemas

Fase em que a questão passa a ser categorizada como um problema a ser solucionado e, desta forma, começa a obter atenção. Crises sociais, políticas, questões do meio-ambiente são geralmente os processos que trazem estas temáticas.

Fontes:

BOBBIO, Norberto; MATTEUCCI, Nicola; PASQUINO, Gianfranco. Dicionário de Política. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 1998.

https://www.politize.com.br/agenda-governamental-o-que-e/

https://repositorio.enap.gov.br/bitstream/1/3332/1/Livro_Formula%C3%A7%C3%A3o%20de%20pol%C3%ADticas%20p%C3%BAblicas.pdf

https://www.sciencedirect.com/topics/social-sciences/political-agenda

https://www.lexico.com/definition/political_agenda

Arquivado em: Política, Sociedade